Cristiane Heringer fala sobre paisagismo na região Norte do Brasil

Autor: Anita Cid - Data: 05/01/2008

Cristiane Heringer Santana é graduada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Católica de Goiás (UCG) e pela Universidade da Amazônia (UMANA) e pós graduada em Engenharia da Segurança do Trabalho. Atualmente é arquiteta contratada da prefeitura de Imperatriz- MA.

AuE Soluções: Como você se tornou paisagista?

Cristiane: Cursei faculdade de Arquitetura em Belém, PA. Me formei em 1998 e comecei a trabalhar em seguida. Infelizmente a disciplina de paisagismo não era oferecida na faculdade o que me obrigou a procurar novos caminhos e pesquisar alternativas. Foi aí que descobri o AutoLANDSCAPE, que vem me auxiliando há sete anos.

AuE Soluções: Qual é o conceito dos seus jardins? Contemporâneo, clássico, tropical...

Cristiane: Gosto muito do contemporâneo, um espaço bem limpo, onde cada espécie pode ser valorizada com iluminação, pedras e elementos de decoração.

AuE Soluções: Como é o paisagismo na região Norte do país? A profissão é valorizada?

Cristiane: O paisagismo deveria ser mais valorizado dentro do ambiente acadêmico. As faculdades deixam muito a desejar ao tratar essa disciplina. Acho que quando o projeto de paisagismo nasce integrado ao projeto de arquitetura o resultado é surpreendente. Aqui na nossa região ainda enfrentamos muita dificuldade em implantar um projeto de paisagismo bem trabalhado, as pessoas confundem o paisagista, que concebe o espaço, com o jardineiro, que da manutenção nesse espaço.

AuE Soluções: Existem muitas espécies típicas da região? Cite, por favor, alguns exemplos?

Cristiane: A espécie mais típica e conhecida aqui do Maranhão é o Babaçu (Orbignya phalerata), no Pará temos o Açaí (­Euterpe oleracea), mas infelizmente ainda vemos nossos babaçuais sendo destruí­dos, derrubados para dar espaço a pastos e agricultura. O Babaçu é uma palmeira linda, que pode ser utilizada em jardins, o único cuidado é na hora da implantação, pois ela produz o coco Babaçu, que quando maduro despenca dos cachos e pode provocar acidentes.

AuE Soluções: Você usa estas espécies para criar projetos diferenciados? Como utilizá-las?

Cristiane: Já tentei usar o Babaçu, ou pelo menos preservá-lo em terrenos onde ele se encontrava nativo; mas muitas pessoas são resistentes a isso, na verdade temos que gerar uma consciência de valorização daquilo que é regional, e acabar com a idéia de se importar tudo de outros lugares.

AuE Soluções: O clima na região Norte do Brasil e caracterizado por ser muito quente e ter períodos de chuvas bem marcados: seca de junho a novembro, e grande volume de precipitação, entre dezembro e maio. Como adaptar o projeto paisagístico a essas variáveis?

Cristiane: Utilizamos muitas espécies mais rusticas, que aguentem bem o sol forte, aqui apesar de termos chuvas num período bem definido do ano, a temperatura não varia muito, ou seja, o que prevalece é o calor, mesmo em dias chuvosos. As Agaves são ótima escolha para o clima do Maranhão.

AuE Soluções: Você acredita que com o constante debate da mídia sobre temas como o aquecimento global e a destruição da camada de ozônio, profissões ligados à natureza, como é o caso do paisagismo, ganham mais destaque, especialmente em localidades quentes como o Norte do país­?

Cristiane: Acredito que a informação é a melhor maneira para que as pessoas comecem a tomar novas posições, a mudar forma de pensar e agir.


"Se o paisagismo fosse elaborado no início muitas espécies já poderiam ser plantadas e estariam crescendo durante a obra"



AuE Soluções: Atualmente, nota-se no paisagismo uma forte tendência por resultados rápidos. Desta forma, decresce o número de árvores nos projetos paisagísticos, o que é preocupante. Você percebe esta tendência na região Norte também? O que fazer para mudá-la?

Cristiane: Essa tendência realmente é forte; as pessoas querem um jardim pronto, justamente porque deixam essa etapa da obra para o final, não a encaram como um projeto que deve ser pensado juntamente com a arquitetura. Se o paisagismo fosse elaborado no início muitas espécies já poderiam ser plantadas e estariam crescendo durante a obra. O municí­pio deveria atuar mais para incentivar as pessoas a cultivar árvores, através de campanhas educativas, de distribuição de mudas, de manutenção de viveiros, de arborização de vias e canteiros públicos, de incentivos fiscais à aqueles bairros ou ruas que investissem em arborização e também de forma punitiva à aqueles que cortarem as árvores existentes.

Veja um projeto realizado pela arquiteta Cristiane Heringer


Compartilhar:



Biblioteca gratuita sobre paisagismo.

Comentar
Nome:
E-mail:
Comentário:
Avalie está matéria:



1 - Autor: Edivaldo - Data: 02/03/2013 19:04:42

Cristina, tudo bem? Sou projetista na área de loteamentos (projetos urbanísticos, arborização, drenagem, etc...) e gostaria de saber onde faço um curso à distância de paisagismo rápido. Muito bom seus trabalhos ok! Se tiver alguns projetos de praça pública, área de lazer, até mesmo de paisagismo em .DWG, como modelos, por favor, me envie, e se tiver algum custo, me informe. Edivaldo de Souza edivsouza.creci@gmail.com Tel. 018 8136-5044 Grande Abraço



2 - Autor: MARCELO AUGUSTO - Data: 28/02/2012 19:50:17

SOU PAISAGISTA POIS NAO CONHEÇO AINDA O PROGRAMA ...MAS FIQUEI SABENDO POR SEGUNDOS Q E OTIMO...


AuE Responde: Boa tarde, Marcelo. Se quiser obter mais informações, pode deixar seu contato de telefone, ou enviar e-mail para comercial@auesolucoes.com.br. Camila Fonseca Ass. de Comunicação



3 - Autor: JONAS MONRÓE DOS SANTOS - Data: 29/09/2011 14:16:22

Parabenizo a Drª Cristiane pela matéria, sou Engº Agrônomo, com especialização em Paisagismo e Plantas Ornamentais, e como funcionário público municipal fico triste por que os gestores públicos, tanto atual quanto do passado não dão a devida importância a arborização da cidade, e o que vemos é um acervo arbóreo decadente sem manutenção adequada causando uma má impressão`tanto à comunidade quanto aos visitantes, estou elaborando um projeto de arborização com palmeira babaçú semi-adulta( transplantio) de áreas que ainda possuem, tanto públicas quanto particulares, já que estão dizimando as existentes na cidade para construção de condominios, espero contar com o apoio dos órgãos quando solicitar a autorização através da SEMA, já que é de interesse social, só pra informar, o projeto deverá ser implantado na entrada da cidade( São Luís-MA) e quando apresentá-lo ao atual prefeito como parte das obras em comemoração aos 400 anos da cidade, também espero contar com seu apoio.



4 - Autor: Carlim Garcia Subrinho - Data: 04/07/2009

Ola, gostei muito da matéria, aproveito para sanar minha duvida de como plantar uma muda de babaçu em meu sitio, ja tenho um pé lindo e não sei como reproduzi-lo, poderia me ajudar???

Muito agradecido, um forte abraço e obrigado...

Carlim garcia



5 - Autor: ARQa. Rione Heringer - Data: 02/02/2009

PARABENS!! A MATÉRIA ESTÁ ÓTIMA E VOCÊ MERECE TODO SUCESSO DO MUNDO.



6 - Autor: Francisco Nunes Pereira - Data: 23/01/2009

Como maranhense, gostei muito da entrevista. Continuem assim.
Francisco Nunes
Arquiteto. São Luis-MA



7 - Autor: arquiteta Helena Hintz - Data: 18/01/2008

Gostei da matéria continuem melhorando cada vez mais, um abraço.



8 - Autor: Álvaro Luiz Ferreira Netto - Data: 14/01/2008

A matéria focou muito sobre realmante o que esta acontecendo nos campos de trabalho, as dificuldades que o profissional encara no dia a dia, clientes querendo o belo rápido, mas se esquecendo que teremos todos juntos de travar uma batalha sobre o aquecimento global que é um fato.



9 - Autor: Marco Antonio - Data: 14/01/2008

Essa doutora me deixou uma impressão muito boa, eu diria que ela é muito preparada e sabe o que dizendo. Parabens



10 - Autor: Elena Soboleff - Data: 11/01/2008

Em São Paulo existem uma lei que incentiva o plantio de árvores - 3 árovores de distintas espécies em um mesmo terreno dão direito à solicitação de desconto no IPTU. Falta divulgação, é verdade, mas é um incentivo fiscal de qualquer forma. Talvez seja uma maneira de conseguir isso ai no MAranhão.




Entrevista
AuE Network
Dicas Técnicas
Notícias
Arquivo
Edição Anterior

Revista AuE Paisagismo Ano 4 No 43 / Dezembro de 2007

Conteúdo completo

Lista com todas as Edições da Revista Paisagismo Digit@l

Top 10

Matérias mais comentadas da revista

Projetos
Lista de Projetos

Lista com Todos os Projetos da Revista Paisagismo Digit@l

Top 10 de Projetos

Lista com 10 projetos mais comentados

Agenda
Agenda

Agenda de Eventos de Paisagismo

Conversar no Whatsapp

X

Revista gratuita AuE Paisagismo


Que tal se manter sempre informado das novidades do mundo do paisagismo? Informe seus dados para mantermos contato!




Revista no seu E-mail

*
*
*