O Fogo nos Cerrados

Autor: Eng. Agr. José César Utida da Fonseca - Data: 12/07/2019

O Fogo nos Cerrados



O inicio do inverno, na região Centro Oeste, vem associado a ausência quase que total de chuvas, o que faz com que os incêndios florestais se tornem comuns e as vezes incontroláveis.

E em todos os anos se repetem as imagens, as entrevistas, as selfies, enfim é quase uma noticia com data marcada, mas raramente se ouvem especialistas no assunto, pesquisadores que realmente podem fundamentar uma nova forma de lidar com os incêndios florestais, além do usual, que consiste em esperar os focos de incêndio aparecerem, mobilizar bombeiros e brigadistas, aeronaves improvisadas ao combate de incêndios, além de dezenas de veículos a custos altíssimos, com resultados quase sempre pífios, uma vez que tais incêndios, quando atingem grandes proporções, na pratica , somente são debelados pelas chuvas.

Diversos estudos mostram que há um ciclo natural de queimadas nos cerrados, variando com intervalos mais ou menos regulares entre 5 a 7 anos, pesquisas indicam que esses intervalos podem estar associados aos ciclos das chuvas, e que a ocorrência e o volume destas também podem ter relação com os ciclos solares.

Observando os dados de focos de incêndios do ICMBIO/PREVIFOGO, na Estação Ecológica de Aguas Emendadas, no DF, observa se claramente esses intervalos, no caso com picos nos anos de 2010 e 2016



No mesmo Período, conforme dados do INMET/BRASILIA, as chuvas oscilaram em sentido inverso, variando de de 1.399mm , no ano de 201/2011 a 1.133,5mm no ano de 2016, coincidindo assim com os maiores focos de incêndios no período, observa se também que no ano de 2012, quando a área queimada foi de 30ha., tivemos o ano de maior precipitação no intervalo, com 1.705,1mm, ou seja está claro que a ocorrência dos incêndios está ligada ao volume de chuvas do ano.



Esses dados vão de encontro a pesquisas realizadas pela Dra. Giselda Durigan..queimadas ajudam preservar diversidade de especies no cerrado, que confirma a existência dos ciclos de 5 a 7 anos e relacionam a ausência do fogo a perda de biodiversidade...O único jeito de preservar a diversidade de espécies do cerrado, um dos biomas mais ricos e ameaçados do Brasil, é queimá-lo de vez em quando...., sendo que a perda da biodiversidade está ligada a um aumento do acumulo de carbono, de gramíneas, em detrimento a outras espécies.

A esses dados se somam as observações da atividade Solar(NASA) no período, que segundo alguns estudos tem interferência no clima do Distrito Federal.... Os ciclos solares e sua influência no regime de chuvas 2013 , e que também coincidem com as máximas precipitações, nos anos de grande atividade e a as mínimas precipitações nos anos de baixa atividade (2009/2010 - 2015/2016).



Buscas em sites de noticias,folha uol com br , remetem a outros grandes incêndios, no ano de 1988, quando tivemos uma das menores precipitações no Distrito Federal, com 1.134,6mm, que também coincidiu com uma baixa atividade solar, no mesmo ano.



Ou seja, todos esses dados indicam haver fatores, talvez em escala espacial, além das ações antropogênicas e ainda desconhecidos e ou pouco estudados na dinâmica do clima dos cerrados da região do Distrito Federal, o que recomenda uma abordagem mais ampla, baseada em técnicas de manejo do fogo, como já recomendam alguns pesquisadores, ao invés de somente se focar na proteção total das áreas florestais ou então na extinção dos grandes incêndios quando já em andamento, com a mobilização midiática de bombeiros, equipamentos e voluntários a um grande custo econômico e que na pratica se revelam inviáveis , tendo se quase sempre ao final das operações a informação que o fogo foi debelado, graças a uma providencial chuva ocorrida no inicio da primavera, além disso tudo há , como sempre, a inútil e improdutiva busca pelos culpados de sempre.

O manejo do fogo, não pode ser improvisado conforme as ocorrências, ao contrário, deve ser planejado levando se conta os dados pluviométricos anuais e passa obrigatoriamente pelo parcelamento das áreas e a realização de incêndios anuais, em torno de 15% a 20% da área total, controlados, com a supervisão de equipes treinadas para esse tipo de ação, ao invés de se usar "voluntários" que nunca tiveram contato com incêndios florestais e na maioria das vezes buscam simplesmente aventuras e os "selfies".

Enfim, já existem dados, estudos científicos, que podem subsidiar e ajudar a prever os anos de grande probabilidade de ocorrência de incêndios florestais de grande proporção, e a se considerar a regularidade das ocorrências, se nada for feito de novo, provavelmente isso ocorrerá ao final de 2021...preparem as câmeras !!



Nosso colaborador, Eng. Agrônomo José César Utida da Fonseca, é Professor na Escola de Paisagismo de Brasília.

Veja também:

  • PAISAGISMO SUSTENTÁVEL... um novo conceito é possível?
  • A pior praga dos jardins
  • Os Modismos no Paisagismo


    Compartilhar:


    Anterior Próximo

  • Anuncie gratuitamente no PaisagismoDigital !

    Comentar
    Nome:
    E-mail:
    Comentário:
    Avalie está matéria:



    ---
    Entrevista
    Entrevista: Tecnólogo em Irrigação Fabiano Ferrarato e o HydroLANDSCAPE
    Entrevista: Tecnólogo em Irrigação Fabiano Ferrarato e o HydroLANDSCAPE

    Antes,trabalhava com blocos no cad e cálculos manuais, com o programa elaboro mais projetos e com qualidade melhor. Ele foi e esta sendo bem útil.

    Lançamentos
    Baixe grátis o vídeo do AutoLANDSCAPE na biblioteca da AuE Software
    Baixe grátis o vídeo do AutoLANDSCAPE na biblioteca da AuE Software

    Baixe grátis o vídeo do programa AutoLANDSCAPE programa de computador para projeto de paisagismo e arborização plug-in do CAD.

    Promoções
    Votação aberta para o IV Concurso Internacional de Fotomontagem
    Votação aberta para o IV Concurso Internacional de Fotomontagem

    IV Concurso - Minha fotomontagem é TOP! Os projetos enviados já estão disponíveis para votação no Facebook da Aue Software.

    Ensino de paisagismo
    MEMÓRIA DO PAISAGISMO NO BRASIL: Vivenciado pelo Eng. Agr. Rodolfo Geiser atuando em paisagismo 6
    MEMÓRIA DO PAISAGISMO NO BRASIL: Vivenciado pelo Eng. Agr. Rodolfo Geiser atuando em paisagismo 6

    O "Horto Geonoma" foi criado para que nós, paisagistas, pudéssemos ter no cotidiano, uma relação de vida com a vegetação, nosso material de trabalho

    Paisagismo: Projeto de Habitação de Interesse Social - H.I.S.
    Paisagismo: Projeto de Habitação de Interesse Social - H.I.S.

    Projeto de Extensão Curso: Arquitetura e Urbanismo: Habitabilidade, iluminação e ventilação Habitação de Interesse Social - H.I.S. Resumo

    Cursos em Brasília: Escola de Paisagismo de Brasília e AuE Software promovem curso em Brasília
    Cursos em Brasília: Escola de Paisagismo de Brasília e AuE Software promovem curso em Brasília

    A AuE Software e a Escola de Paisagismo de Brasília promovem curso dos programas AutoLANDSCAPE, PhotoLANDSCAPE, VisualPLAN e HydroLANDSAPE em Brasília

    AuE Network
    Coleção de Mapas de plantas Mês de Julho
    Coleção de Mapas de plantas Mês de Julho

    Veja a coleção de mapas a pedidos de clientes que a AuE Software está lançando.

    Dicas Técnicas
    AutoLANDSCAPE 2018: Configuração e personalização das chaves de identificação.
    AutoLANDSCAPE 2018: Configuração e personalização das chaves de identificação.

    Veja como configurar a personalizar a chave de identificação de itens do AutoLANDSCAPE.

    PhotoLANDSCAPE2018:Efeito de Vídeo
    PhotoLANDSCAPE2018:Efeito de Vídeo

    Veja como deixar sua fotomontagem mais realista com efeito de vídeo.

    Sua dúvida pode virar matéria na Revista AuE Paisagismo Digital
    Sua dúvida pode virar matéria na Revista AuE Paisagismo Digital

    Sua dúvida sobre qualquer software da AuE pode virar matéria na Revista AuE Paisagismo Digital. Veja como...

    Ecologia
    Como reduzir o calor nas cidades?
    Como reduzir o calor nas cidades?

    Iniciativas simples com o objetivo de melhorar o microclima, a biodiversidade, a microdrenagem urbana nas cidades

    O Fogo nos Cerrados
    O Fogo nos Cerrados

    O único jeito de preservar a diversidade de espécies do cerrado, um dos biomas mais ricos e ameaçados do Brasil, é queimá-lo de vez em quando....

    Novidades
    3º Encontro ANP de Paisagismo - 2019
    3º Encontro ANP de Paisagismo - 2019

    Está chegando o 3º encontro ANP de Paisagismo, de 07/08/2019 a 09/08/2019. Veja os detalhes.

    Está chegando a FestFlor Brasília 2019
    Está chegando a FestFlor Brasília 2019

    A FestFlor Brasil é o principal evento do setor de flores, decoração e paisagismo da Região Centro-Oeste, funcionando como verdadeira vitrine!

    Expo Paisagismo Brasil 2019! Faltam poucos dias!
    Expo Paisagismo Brasil 2019! Faltam poucos dias!

    Está chegando a Expo Paisagismo Brasil 2019. A feira de Paisagismo acontecerá em São Paulo, entre os dias 06/08/2019 a 09/08/2019.

    Notícias
    Entrevista na Band News de  Guilherme Motta de Oliveira, Diretor da Aue Software
    Entrevista na Band News de Guilherme Motta de Oliveira, Diretor da Aue Software

    Aceitamos o convite da Band News e recebemos, na sede da empresa, a equipe vinda de São Paulo, para conversar com o nosso Diretor.

    Veja como foi o curso presencial de julho de 2019 em Holambra/SP
    Veja como foi o curso presencial de julho de 2019 em Holambra/SP

    Aproveitando a Enflor & GardenFair, a AuE Software e o Centro Paisagístico Gustaaf Winters, realizaram cursos presenciais sobres nossos softwares.

    Arquivo
    Edição Anterior

    Revista AuE Paisagismo Ano 16 No 181 / Junho de 2019

    Conteúdo completo

    Lista com todas as Edições da Revista Paisagismo Digit@l

    Top 10

    Matérias mais comentadas da revista

    Projetos
    Lista de Projetos

    Lista com Todos os Projetos da Revista Paisagismo Digit@l

    Top 10 de Projetos

    Lista com 10 projetos mais comentados

    Agenda
    Agenda

    Agenda de Eventos de Paisagismo

    Conversar no Whatsapp +55 (32) 9 9138-8279

    X

    Revista gratuita AuE Paisagismo


    Que tal se manter sempre informado das novidades do mundo do paisagismo? Informe seus dados para mantermos contato!




    Revista no seu E-mail

    *
    *
    *