Heitor Liberato fala sobre o 12º CBAU

Autor: Anita Cid - Data: 01/07/2008

Heitor Rodrigues Liberato Júnior é Engenheiro Agronômo formado pela Universidade Federal do Amazonas, com especialização em gestão ambiental pela Universidade Estadual do Amazonas, especializado em Paisagismo pela UNICSUL. É Coordenador da Arborização e Paisagismo da Secretaria Municipal de Meio Ambiente da Prefeitura de Manaus, Delegado Regional da Sociedade Brasileira de Arborização Urbana e Presidente da Comissão Organizadora do XII Congresso Brasileiro de Arborização Urbana.

AuE Soluções: Quais são os principais atrativos do 12º Congresso Brasileiro de Arborização Urbana?

Heitor:Como atrativo temos a realização de um Congersso Brasileiro na capital da Amazônia, onde temos a maior biodiversidade de flora, ou seja, um pontencial muito grande para arborização das cidades daqui da região que possuem como histórico de crecimento um pequeno povoado que nasceu a beira de um rio ou de uma estrada e que aos pouco foi consumindo parte da floresta de forma desordenada.
O local do evento também é um atrativo pois o hotel fica na confluência dos rios Tarumã e Negro. Temos também o tema a ser abordado no evento que será sobre gerenciamento da arborizaçao nas cidades. Em termos de formato é muito parecido com os outros CBAUs com abertura no primeiro dia, conferências no segundo dia, visita técnica e minicursos no terceiro e conferências no quarto. Mais temos novidades!

AuE Soluções: E quais as novidades para este ano?

Heitor: Mandamos um técnico para Florida, o engenheiro florestal da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Sydney Brasil, e Secretário Regional da sociedade Brasileira de Arborização Urbana que vai presidir a comissão organizadora do 1º Campeonato Brasileiro de Escalada de Árvores que acontecerá como evento paralelo do CBAU e terá dois arbitros internacionais, Odys Sisk e Bruce Smith Sarasota da Florida-EUA. Investimos um pouco mais na feira de exposição pois o CBAU esta prometendo, já temos 220 inscritos não pagos e 85 pagos. No que diz respeito ao trabalhos apresentados, temos 64 trabalhos dos quais 60 tiveram aceite conforme o levantamento do Eng. Agrônomo Silas Garcia - Pesquisador EMBRAPA e resposável pela comissão técnica científica.

AuE Soluções: A quem o evento se destina?

Heitor: Profissionais que atuam em atividades vinculadas com arborização urbana em instituições públicas e privadas de pesquisa e de ensino, empresas de planejamento, serviços consultoria e estudantes.

Sabe-se que a arborização das cidades pode reduzir em até 4 graus Celsius o efeito das ilhas de calor. Em São Paulo existe uma diferença de temperatura de até 7 graus Celsius de areas arborizadas para não arborizadas


AuE Soluções: Qual é a expectativa de público?

Heitor: Estamos montando uma estrutura para receber até 500 congressistas.

AuE Soluções: Qual a importância de um Congresso Brasileiro de Arborização Urbana para os profissionais do ramo?

Heitor: O CBAU é um evento que procura atualizar, divulgar conhecimentos e práticas que visem o desenvolvimento da arborização urbana ao congregar profissionais, poder público municipal, entidades da sociedade civil e estudantes que se interessam pelos assuntos inerentes à arborização urbana.

AuE Soluções: Como este evento contribuirá para aumentar a conscientização dos formadores de opinião e da população em geral?

Heitor: Um dos grandes problemas da arborização das cidades é a falta de conhecimento por parte da população sobre os benefícios da arborização urbana na qualidade de vida, o que leva a danos e perdas principalmente por conta do vandalismo. Neste Congresso temos como tema educação ambiental e envolvimento comunitário visando justamente buscar novos caminhos para aumentar a concientização da população em geral.

AuE Soluções: Qual a importância da arborização urbana no cotidiano das cidades?

Heitor: São todos os beneficios que ela proporciona visando melhorar o ambiente e, consequentemente, a qualidade vida das populações dos centro urbanos. Sabe-se que a arborização das cidades pode reduzir em até 4 graus Celsius o efeito das ilhas de calor. Em São Paulo existe uma diferença de temperatura de até 7 graus Celsius de areas arborizadas para não arborizadas e aqui em Manaus, foi apresentado um trabalho agora para o CBAU que mostra que esta diferença é de 08 graus Celsius, pois estamos próximos da linha do Equador e em uma planície. Em cima disso, podemos mensuar o que você me pregunta.

Aproveite esta oportunidade e veja demonstrações dos programas AutoLANDSCAPE e PhotoLANDSCAPE no Stand da AuE Soluções no XII CBAU.

Para outras informações sobre o evento acesse www.cbau.com.br.


Compartilhar:


Anterior Próximo

Biblioteca gratuita sobre paisagismo.

Comentar
Nome:
E-mail:
Comentário:
Avalie está matéria:



---
Entrevista
Promoções
Dicas Técnicas
Ecologia
Notícias
Arquivo
Edição Anterior

Revista AuE Paisagismo Ano 5 No 49 / Junho de 2008

Conteúdo completo

Lista com todas as Edições da Revista Paisagismo Digit@l

Top 10

Matérias mais comentadas da revista

Projetos
Lista de Projetos

Lista com Todos os Projetos da Revista Paisagismo Digit@l

Top 10 de Projetos

Lista com 10 projetos mais comentados

Agenda
Conversar no Whatsapp +55 (32) 9 9138-8279

X

Revista gratuita AuE Paisagismo


Que tal se manter sempre informado das novidades do mundo do paisagismo? Informe seus dados para mantermos contato!




Revista no seu E-mail

*
*
*