PAISAGISMO SUSTENTÁVEL... um novo conceito é possível?

Autor: Eng. Agrônomo José César Utida da Fonseca. - Data: 14/12/2018



Os jardins surgiram com as cidades e as novas organizações sociais humanas, como os estados, as religiões e a divisão de trabalho, no início das civilizações tinham o claro objetivo de demonstrar o poder dos faraós, reis, imperadores, enfim, eram construídos para impressionar os súditos e os reinos vizinhos, não havia preocupações quanto ao impacto no ambiente e na qualidade de vida das pessoas, uma vez que em sua maioria o acesso era restrito, como se tem notícias dos "jardins suspensos da Babilônia", construídos por Nabucodonosor.

Esse conceito permaneceu por séculos, até mesmo após o surgimento dos estados modernos, reis e imperadores ainda faziam uso destes para seu lazer pessoal e para demonstrar o poder, os jardins de Versalhes é um bom exemplo disso.

Versailles Jardins do Petit Trianon
O surgimento da Burguesia, com acúmulo de capitais e riqueza por comerciantes e nobres, sem o poder do estado, mudou um pouco o conceito dos jardins, estes se popularizaram, sugiram alguns de usopúblico, obra de alguns beneméritos enriquecidos nos negócios, essa mudança foi pequena, uma vez que ainda o principal motivo de sua construção era demonstrar poder e status, agora de uma família.

A partir do surgimento de grandes cidades, das metrópoles, no século 20 e também de uma classe média urbana, surgiram os jardins residenciais, que tinham como objetivos, ainda de demonstrar status, porém visavam também o lazer.

No século 21, as cidades se tornaram megalópoles inóspitas, com trânsito caótico, que somado a violência urbana afastou a pessoasdos ambientes públicos, fazendo com que a partir daí os jardins passassem a ter, também, a função de melhoria na qualidade de vida, porém com a escassez de recursos naturais a sustentabilidade dos jardins se tornou um item importante, quer seja pelo custo de manutenção ou pela preocupação de seus proprietários com o meio ambiente, que afinal também confere status.

Atualmente existem técnicas e materiais disponíveis para a execuçãode projetos que atendam a estes novos requisitos, porém ainda não se veem muito projetos em execução, ao menos em pequenas escalas, provavelmente isso se deva a dificuldades na mudança cultural que tais projetos demandam, onde expectativas de transformações rápidas no "visual" devem ser racionalizadas, pois não se inaugura um jardim com plantas nativas imediatamente após a sua implantação, para a ceia de Natal, as árvores, os arbustos só demonstrarão todo o seu potencial a partir do terceiro ao quinto ano, não é fácil convencer um cliente, um comprador, muito menos um gestor publico com mandato de 4 anos, a esperar esse tempo.

Já vi casos em que clientes, movidos por boas intenções, implantam projetos "sustentáveis", porém se decepcionam com o tempo, pelas dificuldades de manutenção e pela demora dos resultados descritos no projeto e logo passam a descaracterizar o projeto introduzindo espécimes exóticos, com nenhuma característica sustentável.

Assim, penso que a sustentabilidade dos jardins só é possível acompanhada de uma mudança cultural, lenta, que não ocorre na mesma velocidade dos lançamentos de produtos, matérias e técnicas construtivas.


Um jardim comum precisa de tempo para florir... Um jardim sustentável precisa de melhores projetos e profissionais altamente capacitados na implantação e manutenção e, claro, mais tempo ainda para florir!!!




Eng. Agrônomo José César Utida da Fonseca.
Escola de paisagismo de Brasília

Veja também

  • Fabíola Breda: Invista em você, o investimento mais seguro é aquele revertido em conhecimento.
  • Entrevista: Pasagista Heitor Suriano Nascimento Liporacci, uma história de sucesso!


    Compartilhar:


    Anterior Próximo

  • Veja como aliar tecnologia ao ensino de paisagismo e irrigação

    Comentar
    Nome:
    E-mail:
    Comentário:
    Avalie está matéria:



    ---
    Entrevista
    Entrevista: Paisagista Heitor Suriano Nascimento Liporacci, uma história de sucesso!
    Entrevista: Paisagista Heitor Suriano Nascimento Liporacci, uma história de sucesso!

    Paisagista, Biólogo (UFU), Mestre em Biologia Vegetal (UFSC), entre outros títulos, vencedor do Concurso Internacional fotomontagem PhotoLANDSCAPE

    Ensino de paisagismo
    Paisagismo na Prática: A Importância do Planejamento no Seu Negócio
    Paisagismo na Prática: A Importância do Planejamento no Seu Negócio

    Planejar é nada mais do que ter clareza da sua situação atual e de onde se quer chegar, quais os objetivos a serem atingidos.

    PAISAGISMO SUSTENTÁVEL... um novo conceito é possível?
    PAISAGISMO SUSTENTÁVEL... um novo conceito é possível?

    Um jardim comum precisa de tempo para florir... Um jardim sustentável precisa de melhores projetos e profissionais e mais tempo para florir

    AuE Network
    17 novas folhagens para download - dezembro 2018

    Veja a coleção de folhagens publicada no AuE Network disponíveis para download para os programas AutoLANDSCAPE e PhotoLANDSCAPE

    Dicas Técnicas
    VisualPLAN com AutoLAND 2018: 1 de 3 - Definindo Tamanho das plantas
    VisualPLAN com AutoLAND 2018: 1 de 3 - Definindo Tamanho das plantas

    Assista tutorial que mostra integração do AutoLandscape com VisualPlan começando projeto do zero e selecionando tamanho de plantas.

    VisualPLAN com AutoLAND 2018: 2 de 3 - Adicionando Substrato a Vasos
    VisualPLAN com AutoLAND 2018: 2 de 3 - Adicionando Substrato a Vasos

    Assista tutorial que mostra integração entre AutolandScape com VisualPlan e adiciona substrato a vasos.

    VisualPLAN com AutoLAND 2018: 3 de 3 - Aplicando material em objetos
    VisualPLAN com AutoLAND 2018: 3 de 3 - Aplicando material em objetos

    Assista tutorial que mostra integração entre AutoLANDSCAOE com VisualPLAN e aplica material em objetos 3D.

    VisualPLAN 2018: Como entregar vídeo aos clientes usando o YouTube.
    VisualPLAN 2018: Como entregar vídeo aos clientes usando o YouTube.

    Veja como entregar vídeos de apresentação de projeto ao cliente, usando o YouTube.

    Novidades
    Uma receita especial para você
    Uma receita especial para você

    Veja esta receita de Ano Novo especial para você

    Centro Paisagistico Gustaaf Winters: Curso Avançado de Paisagismo
    Centro Paisagistico Gustaaf Winters: Curso Avançado de Paisagismo

    É um curso moderno, recheado de dicas e macetes para o trabalho do paisagista, não restringindo informações. 22 a 25 de janeiro

    Notícias
    AuE Software e IBRAP promovem treinamento de AutoLANDSCAPE
    AuE Software e IBRAP promovem treinamento de AutoLANDSCAPE

    Aconteceu na sexta-feira 07/12/2018 curso de AutoLANDSCAPE promovido pela AuE Software e IBRAP, em São Paulo.

    Seleção para o Curso de Especialização em Paisagem, Arte e Cultura Paisagística
    Seleção para o Curso de Especialização em Paisagem, Arte e Cultura Paisagística

    Curso de Especialização em Paisagem, Arte e Cultura Paisagística da Escola de Belas Artes/UFRJ edital de seleção

    Masterclass de Paisagismo em Assunção, Paraguai
    Masterclass de Paisagismo em Assunção, Paraguai

    Como sempre acontece nos Cursos do Centro Paisagístico Gustaaf Winters, foi um sucesso! Veja as imagens

    Arquivo
    Edição Anterior

    Revista AuE Paisagismo Ano 15 No 174 / Novembro de 2018

    Conteúdo completo

    Lista com todas as Edições da Revista Paisagismo Digit@l

    Top 10

    Matérias mais comentadas da revista

    Projetos
    Projeto em um sítio

    ALESSANDRA VILLELA PAISAGISMO LTDA - ME

    Lista de Projetos

    Lista com Todos os Projetos da Revista Paisagismo Digit@l

    Top 10 de Projetos

    Lista com 10 projetos mais comentados

    Agenda
    Agenda

    Agenda de Eventos de Paisagismo

    Conversar no Whatsapp +55 (27) 99298-2445

    X

    Revista gratuita AuE Paisagismo


    Que tal se manter sempre informado das novidades do mundo do paisagismo? Informe seus dados para mantermos contato!




    Revista no seu E-mail

    *
    *
    *