Entrevista com o biólogo Gustaaf Winters

Autor: Adriana Corrêa - Data: 09/05/2005


O biólogo holandês Gustaaf Winters é especialista em paisagismo urbano e realiza projetos de praças, parques e planos de arborização. Formado pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), também é responsável por trabalhos de recuperação de áreas degradadas e arborização de rodovias, além de ministrar cursos de aperfeiçoamento e técnicas de paisagismo em diversas cidades do país. Segundo Winters, sua missão é contribuir para a preservação e o crescimento das áreas verdes em todo o ecossistema. Engajado na luta pela responsabilidade ambiental, para ele, promover o equilíbrio do meio ambiente é mais que uma profissão, é um projeto de vida. Confira a entrevista concedida este mês à Revista Digital AuE Soluções.


AuE: Por que decidiu ingressar na profissão de paisagista? (Conte um pouco da sua trajetória).
Gustaaf: Talvez "contaminado" pelo amor que minha mãe demonstrava pelas plantas do jardim de nossa casa em Holambra - cidade conhecida pelo cultivo de flores e plantas ornamentais. Então, era só encontrar uma faculdade que me ensinasse mais sobre o assunto. Analisando as grades escolares dos cursos de agronomia e arquitetura, não me senti atraído pelo conteúdo. Isso me fez optar pela faculdade de biologia em Rio Claro, São Paulo. Ao término do curso, decidi me especializar no Groen College de Boskoop, na Holanda. Quando voltei, fui selecionado em um concurso público para executar o projeto paisagístico do Parque Ecológico do Tietê, em São Paulo - capital. Paralelamente, participei do projeto do Aeroporto Internacional de Guarulhos. Depois, me chamaram para assessorar o secretário estadual de obras e meio ambiente e, assim, fui adquirindo experiência em paisagismo urbano.

AuE: Na sua opinião, o que é indispensável em um projeto?
Gustaaf: Primeiro, um bom estudo preliminar - sentir as aspirações do cliente, analisar o solo, o clima, mapear as sombras, etc. Segundo, um levantamento plani-altimétrico e cadastral fiel e atualizado. Terceiro, uma boa apresentação que convença o cliente a investir em sua idéia. E para finalizar, um bom manual técnico de implantação e manutenção, pois nossa obra começa quando terminamos o jardim. Na minha opinião, as quatro etapas possuem igual importância e são decisivas para o resultado final.

AuE: Considera a tecnologia importante para a sua vida profissional? Utiliza algum recurso na elaboração dos projetos?
Gustaaf: Uso o PhotoLANDSCAPE que me dá a oportunidade de mostrar ao cliente como ficará a nova realidade do espaço a ser trabalhado. No meio do "pacote", insiro algumas fotomontagens que surpreendem o cliente. Também costumo colocar, na capa do trabalho, uma fotomontagem da área mais nobre do jardim. Isso tem funcionado muito bem.

AuE: Como lida com a moda no paisagismo?
Gustaaf: Procuro estar sempre atento a todas as tendências e invento outras também - fruto de inspirações que tiro das viagens e participações em feiras no exterior. Só não engulo os "bordadinhos de pingo de ouro". Nada contra a planta, mas contra o "bordadinho".

AuE: Qual a contribuição do paisagismo para a qualidade de vida das pessoas?
Gustaaf: Eu costumo dizer nos meus cursos que o paisagista não é um vendedor de plantas e de outros elementos que compõem um jardim. Nosso produto tem outro nome: chama-se emoção. Nós vendemos estado de espírito. Hoje, o produto de um bom paisagista tem a capacidade de harmonizar uma família, um bairro, uma cidade inteira. Nosso trabalho em Vinhedo-SP (de 1998 até agora) revela isso. Embelezando ruas, avenidas, trevos, praças, parques, escolas e etc., conseguimos reduzir a criminalidade pela metade. Um lugar limpo e enfeitado com flores, por exemplo, tem esse potencial.

AuE: De que maneira as espécies vegetais podem nos trazer ensinamentos?
Gustaaf: Somos bípedes de sombra, de sub-bosque e movidos principalmente pela visão. As plantas estão aí sempre para nos lembrarmos disso.

AuE: Qual o seu último trabalho?
Gustaaf: Sempre trabalho em três ou quatro projetos ao mesmo tempo. No momento estou revitalizando as principais avenidas de Campinas e Vinhedo e elaborando projetos ambientais para mitigar (compensar) interferências em áreas de proteção permanente em Vinhedo e de um abatedouro de aves em Atibaia.

AuE: Dentre os seus projetos, qual deles merece destaque?
Gustaaf: Difícil dizer. Minha luta é contribuir para o aumento do índice de área verde por habitante, que no Estado de São Paulo é de 1,19 m². Neste sentido, todas as praças e parques que projetei merecem destaque. Mas tenho uma leve queda pelo Memorial do Imigrante, em Vinhedo - uma obra em estilo neo-renascentista palladiano que vai ser entregue à população este ano.

Gustaaf Winters Com. e Serv. em Paisagismo
*Rua Mario Siqueira 366 cj 71 bl B
Campinas - SP
Telefone: (19) 3234-5186
gustaaf@centropaisagistico.com.br

www.centropaisagistico.com.br


Compartilhar:



Biblioteca gratuita sobre paisagismo.

Comentar
Nome:
E-mail:
Comentário:
Avalie está matéria:



1 - Autor: JOSÉ MARIA VICENTE - Data: 06/08/2018 21:08:45

Olá muito sua apresentação sou de Holambra da empresa ZEMA-CONSULT em consultoria na linha fitoxanitária e tratos culturais em ornamentais a 21 anos.


AuE Responde: Olá José Maria Vicente! Agradecemos o seu contato e apreciação de nosso trabalho!
Temos um site dedicado a plantas e demais produtos para paisagismo e jardinagem que pode ser interessante para você! O cadastro é gratuito! Veja www.paisagismodigital.com



2 - Autor: JOSÉ MARIA VICENTE - Data: 06/08/2018 21:08:11

Olá muito sua apresentação sou de Holambra da empresa ZEMA-CONSULT em consultoria na linha fitoxanitária e tratos culturais em ornamentais a 21 anos.



3 - Autor: Rafael Meneses - Data: 22/09/2010 15:38:57

Estou me formando em biologia e, apesar de não atuar nessa área, sempre me conduzi adimirando a beleza que as plantas proporcionam a um ambiente urbano. Seus detalhes estéticos, o aroma e a funcionalidade do sombreamento redesenham um ambiente convidativo e harmonioso!



O paisagismo tem uma função impar de reviver áreas, impedir que elas continuem a ser degradadas ou mal utilizadas, e gerar um uso adequado para as mesmas.



Ótima matéria!



4 - Autor: Anália Maria Vieira - Data: 19/03/2009

Ola! Gostaria de saber se voces ministram curso de Paisagismo? Muito obrigada. Lia



5 - Autor: zatir sales - Data: 19/06/2008

fiquei muito feliz e pude avaliar a importancia das areas verdes.




Entrevista
Dicas Técnicas
Novidades
Carta dos leitores
Arquivo
Edição Anterior

Revista AuE Paisagismo Ano 1 No 11 / Abril de 2005

Conteúdo completo

Lista com todas as Edições da Revista Paisagismo Digit@l

Top 10

Matérias mais comentadas da revista

Projetos
Lista de Projetos

Lista com Todos os Projetos da Revista Paisagismo Digit@l

Top 10 de Projetos

Lista com 10 projetos mais comentados

Agenda
Agenda

Agenda de Eventos de Paisagismo

Conversar no Whatsapp

X

Revista gratuita AuE Paisagismo


Que tal se manter sempre informado das novidades do mundo do paisagismo? Informe seus dados para mantermos contato!




Revista no seu E-mail

*
*
*