Theodoro Guerra fala sobre reflorestamento da Mata Atlântica

Autor: Anita Cid - Data: 06/03/2010

Theodoro Guerra de Oliveira Junior é Engenheiro Agrônomo, Mestre em Ecologia pela Universidade Federal de Juiz de Fora e professor do Curso de Gestão Ambiental da Faculdade Machado Sobrinho, Coordenador Executivo da AMAJF e Diretor da Empresa de consultoria ambiental e reflorestamento ProEcologia Ltda. Atua na área ambiental desde 1989 com experiência em gestão ambiental de municípios, nas empresas e nas ONGs. Projetos de reflorestamento em andamento: Usina Termelétrica de Juiz de Fora, Onduline, Shopping Independência, Parque da Lajinha e Promata.

AuE Soluções: A a AMAJF - Associação pelo Meio Ambiente de Juiz de Fora é uma entidade civil, privada, sem fins lucrativos. Seu objetivo é conscientizar a comunidade para a necessidade de se preservar os ecossistemas naturais. Como que surgiu AMAJF?

Theodoro: A AMAJF surgiu em 1996 com a união de várias pessoas de Juiz de Fora e de São Paulo e do Rio na tentativa de criar e agregar o movimento ambientalista da região de Juiz de Fora.

AuE Soluções: Quais são os objetivos da instituição?

Theodoro: Nossos maiores objetivos são a conscientização ambiental acerca das questões ambientais e executar projetos e ações de reflorestamento.

AuE Soluções: Um dos principais projetos da AMAJF é o reflorestamento da Mata Atlântica, através do incentivo dado a produtores rurais para que criem reservas particulares de patrimônio natural (RPPN). Como funciona este projeto e quais os incentivos dados a estes produtores?

Theodoro: Este projeto tem sido bem recebido pelos produtores e funciona da seguinte maneira. A AMAJF firmou convênio com a TNC (ONG americana) e o Instituto Estadual de Florestas (IEF), e através deste convênio nos recebemos recursos para levantar os produtores rurais interessados em participar do Projeto, fazer o mapeamento das áreas a serem protegidas e distribuir o incentivo. O incentivo vai desde a doação de mudas, insumos agrícolas (adubo, mourões e arames para cerca) até repasse financeiro que varia de R$ 140,00 por hectare por ano até 300,00 reais por hectare por ano dependendo da modalidade que o produtor se enquadre.

AuE Soluções: Qual a importância do reflorestamento da mata atlântica?

Theodoro: A Mata Atlântica é um dos ecossistemas mais ameaçados do planeta e o maior em biodiversidade, portanto a sua preservação é importante para preservação e pesquisas das espécies silvestres e dos aspectos físicos do meio ambiente.

AuE Soluções: Como é feito este reflorestamento?

Theodoro: Fazemos a doação das mudas e insumos e o produtor se responsabiliza em fazer o plantio. Nós faremos o monitoramento do plantio durante o período de convênio orientando as ações dos produtores.

AuE Soluções: Como é feita a seleção de plantas? Neste reflorestamento usam-se apenas espécies nativas?
Theodoro: Usamos somente espécies nativas da nossa região.

AuE Soluções: O projeto de reflorestamento inclui outras questões, como por exemplo, a avaliação dos recursos hidráulicos e a biodiversidade da área?

Theodoro: Sim, todas as questões relacionadas à proteção e conservação da natureza são observados, como recursos hídricos (nascentes, corpos dagua e etc) e do solo (combate à erosão, plantio em nível e etc).

AuE Soluções: Como deve proceder aqueles que têm uma área e desejam torná-la reserva particular de patrimônio natural (RPPN)?

Theodoro: Podem entrar diretamente em contato com o Instituto Estadual de Florestas (IEF) ou então se estiver fazendo parte do nosso projeto nós mesmos encaminharemos ao IEF.

AuE Soluções: Quais outros projetos que a AMAJF desenvolve?

Theodoro: A AMAJF desenvolve a Agenda 21 nas escolas estaduais de Juiz de Fora e região, com foco no ensino médio. É uma parceria com o Instituto Unibanco e o objetivo é reduzir evasão escolar e ao mesmo tempo sensibilizar para uma maior atenção aos problemas encontrados na escola e propor soluções criativas para cada uma.

AuE Soluções: Quais foram as principais conquistas da AMAJF?

Theodoro: Uma instituição com 14 anos de vida já pode se considerar vitoriosa, mas vale ressaltar algumas conquistas marcantes para a região de Juiz de Fora que tiveram nossa participação direta: a proteção da Mata do Krambeck, a criação do Comitê de Bacias Hidrográficas do Paraibuna, captação de projetos importantes para nossa região como o Promata e a Agenda 21.

Visite também o site www.amajf.org.br


Compartilhar:


Anterior Próximo

Biblioteca gratuita sobre paisagismo.

Comentar
Nome:
E-mail:
Comentário:
Avalie está matéria:



1 - Autor: anny porto miranda - Data: 03/08/2010 17:36:38



2 - Autor: julia maria - Data: 27/05/2010 13:21:34

eu quero que nosso governo torne em cruzeiro e região ,vale do paraiba um parque nacional é visto por aqui, animais raros a suçuarama que é conhecida como onça-parda e capivaras na borda do rio paraiba do
sul são vistos se o governo tivesse concentização e privatizace essas areas da mantiqueira o turismo agradesce por um lugar bonito pra ser destruido niguem quer madeiras retiradas diariamente e o eucalipto tomando lugar, por favor eu estou falando por muita gente sonhadora desejando muito poder ver a serra da mantiqueira como era a natureza resperara aliviada e gente poder subir em nossos picos ,pico de fucinho de cão ;pico dos marins piquete -sp eo pico do itaguaré cruzeiro -sp lugares muito recreativo q para se toranar um parque nacional para turistas do nosso brasil que reconhece a mantiqueira por suas historias ia sorrir e bater palma seria ou sera uma grande vitoria do nosso governo so eles para pensar em uma solução que dará certo viva o parque nacional da mantiqueira parabens se conseguir fazer a felicidade do povo paulista e mineiro ,cariocas e o resto do brasil .
outra vez obrigado!....



3 - Autor: julia maria - Data: 27/05/2010 12:58:55

o governo tem que começar a lutar o que é nosso
por direito as nossas riquezas ,nossos biomas e biodiversidade de plantas e animais eles podem desaparecer assim como nossas florestas q são vitimas de fazendeiros e traficantes eles naum tem dó mas podemos lutar , porque igual o brasil não tem obrigado!




Entrevista
AuE Network
Dicas Técnicas
Ecologia
Notícias
Arquivo
Edição Anterior

Revista AuE Paisagismo Ano 6 No 69 / Fevereiro de 2010

Conteúdo completo

Lista com todas as Edições da Revista Paisagismo Digit@l

Top 10

Matérias mais comentadas da revista

Projetos
Jardim de Pedra

Paisagista Osmar da Silva e Paulo Henrique Góes

Lista de Projetos

Lista com Todos os Projetos da Revista Paisagismo Digit@l

Top 10 de Projetos

Lista com 10 projetos mais comentados

Agenda
Agenda

Agenda de Eventos de Paisagismo

Conversar no Whatsapp +55 (32) 9 9138-8279

X

Revista gratuita AuE Paisagismo


Que tal se manter sempre informado das novidades do mundo do paisagismo? Informe seus dados para mantermos contato!




Revista no seu E-mail

*
*
*