A paisagista Vivian Perazzio fala sobre a influência do clima, vegetação e relevo em seus projetos

Autor: Anita Cid - Data: 05/11/2009

Vivian Perazzio é formada em Design de interiores pelo Ceft - Fortaleza (1999) e em Paisagismo pela Escola Paulista de Paisagismo (2003). Também frequentou o curso "Projetos Paisagísticos" no Jardim Botânico no Rio de Janeiro (2007). Participou de aulas de campo no Jardim Botânico - RJ com a paisagista Cecilia Beatriz de Veiga Soares e acompanhou a produção de Heliconias e ananás Lucidus e Porteanus, na cidade de Natal. Acompanhou projetos de paisagismo em Deerfield Beach - USA. Foi proprietária da Arborize comércio de plantas e paisagismo, em Natal - Rio Grande do Norte.

AuE Soluções: Como começou seu interesse pelo paisagismo e como você começou a atuar como paisagista?

Vivian: O interesse pela natureza vem desde criança, influência por parte da minha mãe que cultivava um jardim. Sempre fui fascinada por árvores, pelas formas da vegetação e suas cores. Me lembro de colecionar folhas em um álbum quando criança, e de plantar árvores na adolescência o que aliás tenho verdadeiro interesse por elas. Engraçado que essa pergunta me fez voltar lá atrás ao passado, e já tinha uma preocupação com qualidade de vida, com a falta de verde nas cidades mesmo sem saber o que isso realmente significaria no futuro. Através de um curso técnico de Design de interiores, uma das matérias era o paisagismo, e apesar de superficial me interessei pela matéria e comecei a me aprofundar mais. Na época morava em Fortaleza, e com a necessidade fui para São Paulo, minha cidade natal, em busca de cursos nesta área. De lá pra cá estive no Rio de Janeiro, Estados Unidos e em outros lugares, buscando me aprimorar mais. Trabalhei com a agrônoma Lisa Beccardi, fiz amizades com outros da área, investi em livros e atualmente em software, o PhotoLANDSCAPE, que ajudou muito na forma de apresentação e linguagem com o cliente. Ainda é um mercado em expansão, mas é também uma tendência natural e observo que estamos melhorando muito, principalmente valorizando a nossa própria flora. Admiro muito Burle Marx, sua sensibilidade com formas curvas e cores. Comecei a atuar há 10 anos, no início em Fortaleza, fazendo o condomínio onde morava. Depois em Natal em residências, condomínios e estabelecimentos comerciais depois não parei mais.

AuE Soluções: Qual é a receita para um bom projeto de paisagismo, que atenda todas as expectativas do cliente?

Vivian: A receita para um bom projeto de paisagismo é análise detalhada do local como pontos de água, quedas de águas pluviais, marcar onde se passam as caixas de passagens de fios, projeção da sombra e escutar o cliente que é fundamental. Mostrar o que é possível ser feito naquele local e como ele deve manter o jardim. O cliente vem com muitas idéias e você tem de adequá-las a realidade do local, mostrando o que pode ou não ser feito. Principalmente na região em que trabalho atualmente, onde o calor é intenso, o solo é arenoso e em determinados locais existe muita maresia. Outro fator importante é mostrar para o cliente que um jardim vai se modificando com o tempo e que tempo é um fator fundamental para que ele se torne belo de forma que a boa manutenção não pode ser deixada de lado. Reposição de adubo, limpeza, retirada de possíveis ervas daninhas que venham a surgir e etc devem ser feitas. As regas também devem ser modificadas com o tempo, inclusive manutenção do sistema de irrigação se o local possuir. Tento mostrar para os clientes que o jardim praticamente fala no (sentido figurado) com você. Uma planta amarelando, caindo as folhas é sinal de problema que precisa ser averiguado antes que o dano seja irreversível. Uma mancha na grama pode ser a irrigação mal feita naquele local ou uma planta que cresceu, folhas cortadas pode ser o surgimento de formigas cortadeiras e etc. Enfim um jardim precisa de muita atenção ou o tempo e o dinheiro empregados serão perdidos.

AuE Soluções: Na sua opinião, qual a importância do paisagismo na vida cotidiana? Como ele contribui na qualidade de vida da população?

Vivian: Hoje qualidade de vida é fundamental, e uma área bem planejada trás muito conforto. O paisagismo agrega em torno de 15% ao valor do imóvel, e para o proprietário e usuários o prazer de um local bem arborizado e elaborado é incalculável, principalmente nos grandes centros urbanos. Todos ganham tanto pelo prazer visual com a qualidade do ar melhorada e a temperatura reduzida. Sem contar com o retorno de pássaros e outros pequenos animais quando se trabalha com lagos e fontes.

AuE Soluções: Você acredita que atualmente há uma maior conscientização da importância do paisagismo por parte da mídia e das organizações públicas?

Vivian: Sim, muito lentamente mas está ocorrendo. Algumas cidades já estão valorizando o paisagismo e o profissional da área. Tem surgido muitas revistas com o tema, nas quais a troca de informações é muito importante.

O paisagismo agrega em torno de 15% ao valor do imóvel, e para o proprietário e usuários o prazer de um local bem arborizado e elaborado é incalculável, principalmente nos grandes centros urbanos.


AuE Soluções: Como o clima da região, a vegetação e o relevo influenciam seus projetos de paisagismo?

Vivian: O Rio Grande do Norte, é um dos 9 estados brasileiros situado próximo a linha do Equador, e apresenta características climáticas bem especificas, como o verão seco e a presença do sol durante, mais ou menos 300 dias do ano.
O clima norte-rio-grandense é caracterizado por dois tipos bem definidos. Tropical quente, úmido e sub úmido e tropical quente e seco (semi-árido), no caso de Natal capital prevalece o primeiro. Uma das características desse tipo de clima é a quantidade de chuvas, que variam de 800 a 1200 mm por ano, distribuídas entre os meses de fevereiro a julho. As maiores precipitações ocorrem em Natal e outra característica é a temperatura média de 26º C, chegando a 38º C e a mínima variando de 18º C.
Sendo assim, não encontro muita dificuldade porque o clima é praticamente estável. A minha maior preocupação é mesmo com o solo, por ser arenoso tenho a necessidade de agregar uma grande quantidade de adubo para que a terra fique mais úmida e segure a água. O vento também é um fator importante, pois de Agosto a mais ou menos Outubro ele se intensifica. Então existem algumas espécies que não utilizo em determinados locais porque sofrem demais nesta época do ano dando uma aparência muito feia ao jardim. Em relação a vegetação nativa, quando possível e dependendo do local é utilizada. A mangabeira é uma árvore de pequeno porte de folhas miúdas e que gosto muito de utilizar também. Outras espécies que apesar de não serem nativas mas que se adaptaram muito bem ao clima, são o Ananás lucidus e Ananás porteanus assim como várias espécies de bromélias que dão muita beleza ao jardim. Uma planta típica daqui e altamente resistente que gosto de utilizar é a Turnera ulmifolia (flor do guarujá, chanana), mas encontro muito resistência por ser muito comum. Para a orla marítima palmeiras e coqueiros são bem vindos, e a infinidade de crotons que se encontram dão muita cor ao paisagismo também são utilizadas.

AuE Soluções: Como você faz a seleção das espécies botânicas? Quais fatores você leva em consideração no processo da escolha? Você utiliza espécies tipicas da região? Quais e como?

Vivian: O mercado em que atuo é muito pequeno no que se refere a produção de espécies botânicas, principalmente para forrações. Com o tempo fui me adaptando e incentivando alguns produtores a reproduzir certas plantas em maior escala, e principalmente observando o que realmente pode ser utilizado. O que me leva a escolher as espécies, são quase os mesmos fatores, porque Natal não tem mudança de clima drástico, o sol é constante a temperatura não oscila muito, só varia entre a Orla e fora dela e o vento aqui é grande em determinadas épocas do ano além do solo que é arenoso. É um conceito que procuro introduzir sim, utilizar o que é nativo da região. Espécies como Mandacaru, e alguns tipos de cactus, utilizo em jardins secos. Uma planta que é típica da Índia, Malásia e Ilhas do Pacífico o Codiaeum variegatum (cróton) que se adaptou maravilhosamente aqui, gosto de utilizá-los em grandes maciços principalmente de frente para o mar, pois são muito resistentes à maresia.

AuE Soluções: Você assistiu a uma palestra ministrada pelo diretor da AuE Soluções, Guilherme Motta em Natal. Como esta palestra contribuiu para sua formação profissional?

Vivian: Fui a uma palestra do diretor da AuE Soluções, Guilherme Motta, aqui em Natal, conhecia o software através de propagandas e com a vinda dele tive a oportunidade de conhecer melhor o produto tanto que o adquiri. A palestra contribuiu muito para a aquisição do programa PhotoLANSCAPE e com isso melhorou muito minha comunicação com os clientes, agilizou a apresentação dos projetos e me diferenciou no mercado que atuo.

AuE Soluções: Como você utiliza o software PhotoLANDSCAPE no seu dia-a-dia profissional?

Vivian: O emprego do software proporcionou no meu dia a dia uma melhor comunicação e apresentação do projeto para o cliente. A partir dele tenho a possibilidade de inserir plantas de diferentes espécies com quantidades e dimensões variadas. Com o emprego de um banco de dados tenho como colocar novos elementos personalizando o projeto ambientando o mesmo com o emprego de música.
Outro fator importante é a agilidade e economia de tempo, além da satisfação do cliente que pode visualizar o espaço onde anteriormente era um local inóspito e que passa a ser um ambiente acolhedor e aprazível. Sintetizando: agilidade, possibilidade de modificação e otimização do projeto.

AuE Soluções: Dentre os projetos que você realizou, qual deles você destacaria?

Vivian: Dentre os projetos que realizei, escolhi uma casa no bairro de Lagoa Nova, cidade de Natal que foi toda reformada e o espaço para o jardim era pequeno, porém vi um grande potencial nele. O desejo dos moradores era um jardim "clean", limpo, de fácil manutenção e que se integrasse a sala de jantar e de visita pois empregariam muito vidro para a área externa. Partindo deste ponto, após a análise detalhada do local, iniciei o projeto. Uma parede onde já existia Ficus pumila (unha de gato) foi recuperada fazendo uma espécie de parede viva. Para dar verticalização ao projeto utilizei a Dypsis lutescens(areca bambu), e nas duas extremidades do terreno fiz uso da Alpinia purpurata, dando um equilíbrio, movimento e cor ao jardim, assim intercalando duas cores da alpínia formado grandes maciços. Outro grande desafio foi na área da piscina, onde existia uma parede de pedra e o espaço para plantio era muito estreito. O mais agravante era o sol da tarde que esquentava muito a parede de pedra e o cloro que com o uso da piscina iria molhar as plantas. Utilizei então a Arundina bambusifolia (orquídea bambu) e a Liriope muscari (barba de serpente). Já que o desejo da cliente não era a utilização de plantas na parede. Outra área em questão foi a passagem entre a garagem e a área de lazer, um corredor sem iluminação que necessitava ser integrado ao jardim, não seria muito utilizado, mas era necessário para entrada de materiais da manutenção da piscina e outros objetos quando os moradores quisessem fazer algum evento. Utilizei uns degraus de madeira que foram encontrados pelo morador em um de seus terrenos e estavam enterrados quando ele mandou fazer a limpeza. Vi a oportunidade de reciclá-los, a madeira encontrada era de excelente qualidade, ipê, madeira nobre. Foi limpa, reduzida para o tamanho da passagem e divida ao meio no sentido horizontal duplicando o material uma vez que o número de degraus era insuficiente, e com o corte ficou exato. Utilizei uma manta para drenagem, para que o cascalho ao redor da madeira com o tempo não se mistura-se com a areia. Completei o jardim lançando mão de Strelitzia reginae, uma jabuticabeira e alguns Buxus sempervirens (buxinhos) que era o desejo da cliente. Finalizei com algumas luminárias solares. O resultado ficou ótimo e agradou muito aos moradores, uma foto desse jardim saiu na edição de fevereiro de uma revista local. Acredito que consegui fazer um ótimo trabalho.

Veja a seguir algumas fotos do projeto:

projeto de paisagismo



projeto de paisagismo



projeto de paisagismo



projeto de paisagismo



projeto de paisagismo



Veja a fotomontagem do projeto


Compartilhar:


Anterior Próximo

Biblioteca gratuita sobre paisagismo.

Comentar
Nome:
E-mail:
Comentário:
Avalie está matéria:



1 - Autor: Flavio Terra - Data: 12/11/2009

a vida é melhor quando a sintonia com a natureza envade sua casa e tranforma um lugar bonito , o que já é bonito assim fica mais agradavel. A Vivian soube traduzir isso em seus projetos parabens



2 - Autor: Valeria de Paula - Data: 11/11/2009

Estar em convivio com a natureza é estar de bem com a vida..Parabéns a paisagista Vivian Perazzio..Ótima matéria.



3 - Autor: Ianê Heusi - Data: 09/11/2009

Muito interessante essa matéria. A paisagista Vivian Perazzio está de parabéns por essa ótima entrevista e tbm pelo seu bom gosto.



4 - Autor: Lisa Heymann - Data: 09/11/2009

Excellente!!!!! A paisagista Vivian esta de parabens!!!!Ótima matéria e muito bom gosto.



5 - Autor: Rhadylla Do Nascimento - Data: 07/11/2009

Uma otima entrevista so acho q p/um melhor entendimento devia ter fotos dessas plantas q nem sei os nomes ou uma melhor explicaçao,pq nem todo mundo entende de plantas,mas acho super importante jardins e locais com verde.
Entao parabens p/Vivian q tudo q ela faz é maravilhoso pq faz com amor.
UM abraço a todos...



6 - Autor: Paulo Monteiro - Data: 07/11/2009

Sensacional a Reportagem. Não sabia quão importante é o Paisagismo no nosso cotidiano. Está de Parabéns a AuE e a paisagista Vivian Perazzio.



7 - Autor: Rosa Maria - Data: 06/11/2009

Uma tarde inteira pesquisando, acabo de ser salva por Vivian,com sua explicação, clara, consistente, de gente que faz e sabe o que faz. Querida, sucesso e muito obrigada. Vc me salvou.



VivianOlá Rosa Maria! Fico feliz que pude lhe ajudar, obrigada pelo comentário. Sucesso para vc tb. Bjs
Vivian Perazzio



8 - Autor: Flavio Terra - Data: 06/11/2009

Fantástico. O jardim é como ter um amigo que está sempre ali te esperando para que vc possa conversa e adimira-lo.



Vivian: Olá Flávio!
Obrigado pelo comentário.
Um grande abraço.
Vivian Perazzio



9 - Autor: Liz - Data: 05/11/2009

Liindddo... De muito bom gosto.. Adorei!



10 - Autor: albino silva gomes - Data: 04/11/2009

71-88383637




Conversar no Whatsapp

X

Revista gratuita AuE Paisagismo


Que tal se manter sempre informado das novidades do mundo do paisagismo? Informe seus dados para mantermos contato!




Revista no seu E-mail

*
*
*