Aprenda a fazer adubo natural

Autor: Anita Cid - Data: 10/01/2009

Não é novidade para ninguém que a natureza pede socorro. E nós, cidadãos conscientes e agentes de mudança, temos a possibilidade e o dever de tentar reverter, ou ao menos, amenizar este grave quadro. E para tal, pequenas ações podem ser feitas como não jogar lixo na rua, não realizar queimadas e reciclar o lixo tanto inorgânico como orgânico.

O material orgânico proveniente do lixo gerado em nossas residências pode ser um ótimo abudo para as plantas e, além disso, reduz a quantidade de lixo do planeta. Cascas de ovo, cascas de frutas e verduras, borra de café e restos de comida como arroz, feijão e carne podem ser reaproveitados para compor um adubo natural. Outros materiais como folhas de plantas e árvores, papel não colorido e serragem de madeira também podem ser aproveitados.

Deve-se separar estes materiais em dois grupos: secos e molhados e trabalhar com a proporção de para cada 1 porção de material molhado deve acrescentar 3 porções de material seco.

Em um vaso ou uma vasilha com abertura no fundo para escorrer a água, coloque uma camada de material seco seguido por uma de material molhado e assim sucessivamente até preencher todo o recipiente utilizado, sendo que a última camada deve ser de material seco.

Após aproximadamente 50 dias, o composto está pronto para ser utilizado. Este deve apresentar cheiro de terra e aparência de borra de café. Aplique-o diretamente na terra e confira os resultados!


Compartilhar:



Anuncie gratuitamente no PaisagismoDigital !

Comentar
Nome:
E-mail:
Comentário:
Avalie está matéria:



1 - Autor: Ruimax - Data: 01/04/2012 20:19:06

deve-se tapar a parte de cima do vaso ou da vasilha?



2 - Autor: Guillas - Data: 18/03/2012 15:50:22

Olha. Meu nome e Sr.Guillas trabalho com plantas, com enxertos, etc. Esse adubo organico sitado a cima ele e muito bom e rico em nutrientes. Muiito bom pra qualquer tipo de planta. Agora aconsselho voce q tem sua orta e que aparecem pragas como `Pulgoes`, `Formigas`, etc. Tbm sei um remedio semi-Natural -Vc pega olho de cozinha(pode ser usado) mistura sal, e cal(pra cada um copo de de olho 1 colher de sal, e uma colher de cal. Misture bem e jogue no pe das plantas. Obrigado a todos. E...Peço q continuem com esse site por que pode ajudar muito nosso planeta.
Grato Sr.Guillas



3 - Autor: Gleine - Data: 13/01/2011 21:15:32

È realmente muito boa sua matéria,e pensar o quanto de adubo já deixamos de produzir dá até remorso.



4 - Autor: rosany suzuki - Data: 26/05/2010 12:33:28

achei ótimo essa materia , e queria saber se eu posso colocar cascas de batatas direto no canteiro de cebolinhas.tbm se o pó de cafe nao da formigas. obrigada



5 - Autor: NEDI LEIVAS - Data: 18/11/2009

EU ACHO OTIMA ESSA IDEIA EU JA FAÇO ISSO FAS TEMPO MAS SO JUNTAVA ASSIM DEPOIS JA COLOCAVA NA ORTA NAO DA NO MESMO FICA GUARDADA 1 SEMANA NO MAXIMO 2



6 - Autor: cristhian - Data: 11/11/2009

nossa
incrivel..vou fazer o meu já



7 - Autor: Helena - Data: 21/01/2009

adorei vou começar fazer o teste hoje mesmo



8 - Autor: evandro silva - agrônomo paisagista - Data: 09/01/2009

Gostaria de salientear que não é indicado o uso de carne para o composto orgânico, pois a mesma produz uma fermentação diferente dos outros resíduos e pode causar problemas no solo.




Entrevista
Dicas Técnicas
Ecologia
Notícias
Arquivo
Edição Anterior

Revista AuE Paisagismo Ano 5 No 55 / Dezembro de 2008

Conteúdo completo

Lista com todas as Edições da Revista Paisagismo Digit@l

Top 10

Matérias mais comentadas da revista

Projetos
Parque Urbano Ibitinga SP

Ulisses Uliana Bething

Praça das Colunas Serra ES

Ulisses Uliana Bething

Parque Capivari

Ulisses Uliana Bething

Lista de Projetos

Lista com Todos os Projetos da Revista Paisagismo Digit@l

Top 10 de Projetos

Lista com 10 projetos mais comentados

Agenda
Conversar no Whatsapp +55(32)3217-1501

X

Revista gratuita AuE Paisagismo


Que tal se manter sempre informado das novidades do mundo do paisagismo? Informe seus dados para mantermos contato!




Revista no seu E-mail

*
*
*