O Prof. Doutor Cristopher Fagg e o Projeto Reflora em Londres

Autor: Regina Motta - Data: 10/03/2014

O Projeto Reflora tem trazido para Londres vários botânicos engajados no resgate de nossas plantas, muitas já extintas, trazidas para o Kew Garden desde os primórdios de nosso país.

Tivemos a oportunidade, estando em Londres, de conversar com um dos Doutores envolvidos nesta pesquisa. Aqui vai um pequeno relato de nossa conversa com ele, sua história de vida na Europa, África e América do Sul, em um trabalho voluntário admirável.

Christopher Fagg é graduado em Botânica pela University of London, mestre em Agronomia Tropical pela University of London e Doutor em Ecologia pela Universidade de Brasília, Professor da UNB de Farmacobotânica . Está em Londres, desenvolvendo, com outros pesquisadores brasileiros, o trabalho de repatriar as espécies brasileiras que foram levadas para o exterior, desde a época do Descobrimento.

O Professor Christopher Fagg é inglês, foi criado na Nigéria até os 12 anos e vive no Brasil há 15. Ao concluir o mestrado, foi para Peru e viveu 3 anos em Cahamaca, nos Andes e, depois, perto de Lima. Trabalhando com plantas medicinais e cabras em uma escola de crianças carentes e especiais da Igreja Católica e financiada pela OXFAM (www.oxfam.org.uk).

Do Peru, foi para África, por volta de 1986, financiado pela mesma OXFAM, na época da maior crise de fome no Sudão, onde permaneceu por 6 meses até pegar malária cerebral, na província de Darfur, fazendo um trabalho técnico de avaliação da produção agrícola, e das possibilidades de sobrevivência pela agricultura.


Entrada do Kew Garden

Quando se curou da malária, foi pra Etiópia pela mesma OXFAM e outros organismos de apoio a crianças. Para entrar na Etiópia foi escondido do governo, junto a 20 guerrilheiros e muitos travesseiros cheios de dinheiro etíope. O objetivo era melhorar a distribuição de renda pois a Etiópia tinha produção agrícola suficiente mas o alimento não circulava por falta de dinheiro, pois as pessoas nas comunidades comiam as sementes que tinham que plantar. O dinheiro era pra comprar novas sementes para as comunidades voltarem a ter agricultura.



A equipe era apenas ele e uma enfermeira: Sua função era avaliar a produção e distribuir dinheiro para a produção e a enfermeira avaliando o estado nutricional das crianças - pesando, medindo etc. Eles caminharam mais de 1000km na Etiópia, durante 6 meses - a pé - dormiam ao relento, junto aos guerrilheiros. Terminada a empreitada, voltou pra Inglaterra e foi pra Oxford e entrou na Universidade como pesquisador estudando o gênero Acacia, Leguminosae, da África. Foi pesquisador de Oxford por 11 anos até conhecer uma brasileira que fazia doutorado em Oxford.



Mudou-se para o Brasil em 1997, quando entrou no Programa de Pós-Graduação em ecologia da UnB, trabalhando com Acacia do Centro-Oeste do Brasil. Ao concluir o doutorado em 2001, Chris foi trabalhar em projetos da UnB e hoje é professor da Universidade de Brasília, no curso de Farmácia, tendo orientado dissertações e teses nos Programas de Pós-Graduação em Engenharia Florestal, atualmente nos Programas de Botânica e Ciências da Saúde.

AuE Paisagismo: Por que a escolha de trabalhar como professor?

Christopher Fagg: Gosto da interação com os jovens, da empolgação das novas gerações que revigoram e valorizam o meu trabalho.

AuE Paisagismo: A tradição do uso de espécies vegetais para a cura de doenças é muito forte entre nós, vinda dos indígenas que aqui habitavam (e ainda habitam em um número muito reduzido). Tem encontrado espécies diversas das que são usadas hoje? Conte-nos um pouco desta experiência.

Christopher Fagg: Tenho encontrado muitas espécies diferentes das que são usadas até hoje, e o meu interesse é repatriar as amostras de herbário de plantas medicinais coletadas no século XIX pelos ingleses e franceses. Eles coletavam sempre com indígenas como guia que iam fornecendo informações sobre o uso das plantas.

Há muitas espécies, como por exemplo as relatadas para Minas, que estão desaparecendo por conta da ação antrópica.


Um pedacinho do Kew Garden


Compartilhar:


Anterior Próximo

eBook: Planta baixa técnica x Planta humanizada em paisagismo

Comente esta matéria:
Nome:
E-mail:
3 + 1 = ?
Digite o seu comentário sobre a matéria:
Qual a sua avaliação sobre esta matéria ?



1 - Autor: Mauricio Belloti - Data: 17/04/2014 20:21:06

Olá. Meu nome é Mauricio, sou técnico agrícola e paisagista, fiquei maravilhado com a página de vcs. É a primeira vez q entro e gostaria de parabenizá-los. Moro no interior do ES e encontro muitas dificuldades de por minhas idéias pois luto com a cultura das pessoas por gostarem do paisagismo, mas na hora de investirem no paisagismo de suas belas casas não acham necessário gastarem com o mesmo. Fico feliz em ver lindos projetos ganharem formas na vida real como este em Londres. Parabens.


AuE Responde: Prezado Maurício, sua apreciação é muito importante para nós! Obrigado! Se quiser divulgar suas idéias aqui ou em nossa página http://www.paisagismodigital.com teremos prazer em publicar. Mande para paisagismodigital@auesolucoes.com.br




Entrevista
O Prof. Doutor Cristopher Fagg e o Projeto Reflora em Londres
O Prof. Doutor Cristopher Fagg e o Projeto Reflora em Londres

Um pequeno relato de sua história de vida na Europa, África e América do Sul em um trabalho voluntário admirável

Paisagista Ralpho Krum: sua carreira e o Jardim Árido
Paisagista Ralpho Krum: sua carreira e o Jardim Árido

As várias fases de sua carreira de Paisagista e a nova proposta de jardim, mais sustentável e prático

Dicas Técnicas
Opções de busca avançadas no Sistema AuE Paisagismo
Opções de busca avançadas no Sistema AuE Paisagismo

Conheça as diferentes opções de busca de plantas e itens no sistema AuE Paisagismo 2012.

AutoLANDSCAPE:Lembrar a escolha da representação
AutoLANDSCAPE:Lembrar a escolha da representação

Aprenda como definir a representação gráfica por item ou por tipo, de forma que a escolha fique salva no AutoLANDSCAPE

HydroLANDSCAPE: Configuração de tubos parte 2 - Configuração de Layer e Linha
HydroLANDSCAPE: Configuração de tubos parte 2 - Configuração de Layer e Linha

Veja como configurar os tubos para irrigação utilizando o HydroLANDSCAPE.

PhotoLANDSCAPE: Modificando sua Seleção
PhotoLANDSCAPE: Modificando sua Seleção

Depois de criar uma seleção é possível editá-la, modificando a posição de seus nós com uma ferramenta do PhotoLANDSCAPE. Veja como nesta matéria.

Notícias
Colômbia inaugura o "Green Medellin", o segundo jardim vertical mais alto do mundo
Colômbia inaugura o "Green Medellin", o segundo jardim vertical mais alto do mundo

Jardins Verticais são uma tendência mundial. Eles não são somente bonitos, eles podem trazer diversos benefícios à construção.

Fim do windows XP
Fim do windows XP

Descubra o que vai acontecer com o fim do Windows XP anunciado pela Microsoft.

O Celeiro do Juizo final está na Noruega
O Celeiro do Juizo final está na Noruega

O maior acervo de plantas agrícolas no mundo foi completado por sementes de 20 mil plantas, procedentes de 100 países.

Comemore o Dia da Terra com a NASA
Comemore o Dia da Terra com a NASA

A NASA construirá depois uma mega imagem que será divulgada em maio e que será um mosaico do nosso planeta.

Arquivo
Edição Anterior

Revista AuE Paisagismo Ano 10 No 118 / Março de 2014

Conteúdo completo

Lista com todas as Edições da Revista AuE Paisagismo Digit@l

Top 10

Matérias mais comentadas da revista

Projetos
Agenda
Conversar no Whatsapp +55(32)3217-1501

X

AuE Paisagismo


Que tal se manter sempre informado das novidades do mundo do paisagismo? Informe seus dados para mantermos contato!





Revista no seu E-mail

*
*
*
4 + 7 = ? *