A Disseminação Global das Plantas Invasoras: Causas e Consequências

Autor: Matheus Augusto P. Leôncio - Data: 07/05/2024

As plantas desempenham um papel fundamental na vida humana, oferecendo uma ampla gama de benefícios. Elas são vitais para nossa alimentação, fornecendo uma grande variedade de produtos agrícolas cultivados para esse fim específico. As plantas são apreciadas por sua beleza e são amplamente utilizadas para fins ornamentais, algumas vezes alcançando valores surpreendentes no mercado.

Devido à sua utilidade e atratividade, muitas plantas são deliberadamente introduzidas em regiões fora de seu habitat natural, além daquelas que são transportadas acidentalmente. Essa mudança na distribuição geográfica das plantas pode resultar no estabelecimento de espécies invasoras, representando uma séria ameaça à diversidade biológica e à estabilidade dos ecossistemas.

Foto 1- Hera-inglesa (Hedera helix) - Originária da Europa, é conhecida por crescer rapidamente e sufocar outras plantas nativas.

Imagem do INaturalist



Chamamos de espécies exóticas invasoras aqueles animais e plantas que não estão em sua região de distribuição natural e que representam um desafio significativo para a preservação ambiental, pois são organismos que se encontram fora de seus habitats naturais e que, ao se estabelecerem em novos ambientes, colocam em risco a estabilidade dos ecossistemas, a provisão de serviços ecossistêmicos e a variedade da vida selvagem. Tais espécies podem ser originárias de diferentes países ou até mesmo de outras regiões do Brasil, onde são parte integrante da fauna ou flora local, mas que assumem um comportamento invasor ao serem introduzidas em novos locais dentro do país.

As plantas exóticas encontram certas dificuldades ao serem introduzidas em um novo ambiente, a falta de polinizadores naturais e a ausência de dispersores de sementes são exemplos de barreiras que afetam seu desenvolvimento. Algumas espécies são introduzidas em ambientes muito diferentes de seu habitat natural, com umidade diferente, tipos diferentes de solo, regime de chuvas, entre outros fatores bióticos (seres vivos) e abióticos (desprovidos de vida).

Entretanto, existem espécies que conseguem superar essas barreiras e se desenvolvem nesses ambientes novos. Com isso, essas espécies continuam seus ciclos reprodutivos, podendo se multiplicar e se espalhar pelo ambiente, as vezes de maneira até exagerada, competindo assim com as espécies naturais daquele habitat.

Seja competindo por espaço, impedindo o crescimento das plantas nativas, ou diminuindo a diversidade da flora e fauna, as plantas exóticas podem interferir na biodiversidade local de diversas maneiras. Ao atrapalhar o ciclo de vida das plantas locais, as espécies animais existentes ali podem ser afetadas caso essas plantas não forneçam alimento ou sejam tóxicas

Foto 2- Pinheiro-de-norfolk (Araucaria heterophylla) - Originária da Ilha Norfolk, no Oceano Pacífico, essa árvore ornamental invasora pode deslocar espécies nativas em áreas costeiras.

Imagem do INaturalist




As plantas invasoras têm um impacto significativo na qualidade do solo e da água:

Alterações nos ciclos de nutrientes: As plantas invasoras muitas vezes competem com as espécies nativas por nutrientes no solo, o que pode levar a uma redução na disponibilidade de nutrientes essenciais para outras plantas e organismos do solo. Isso pode resultar em empobrecimento do solo e afetar negativamente o crescimento e a saúde das plantas nativas.

Sedimentação: Algumas plantas invasoras, especialmente aquelas que crescem em áreas úmidas ou próximas a corpos dágua, podem causar sedimentação excessiva. Suas raízes podem agir como filtros, retendo sedimentos e causando o acúmulo de material orgânico que pode alterar a estrutura do solo e prejudicar a qualidade da água.

Erosão do solo: Em casos mais extremos, plantas invasoras podem aumentar a erosão do solo. Isso pode ocorrer quando suas raízes não são tão eficazes quanto as das espécies nativas na prevenção da erosão ou quando as plantas invasoras formam densos tapetes que impedem a penetração da água no solo, tornando-o mais suscetível à erosão.

Interrupção do ciclo da água: Algumas plantas invasoras têm padrões de crescimento que interferem no ciclo da água em ecossistemas naturais. Por exemplo, plantas invasoras que crescem densamente em áreas alagadas podem alterar o fluxo de água, afetando a hidrologia local e reduzindo a disponibilidade de água para outras plantas e animais.

As espécies exóticas atravessam o globo inteiro, seguindo rotas inimagináveis até se estabelecerem em habitats longe de onde vieram. Essa migração pode ocorrer devido a interferência humana (de forma intencional ou não) ou através de fenômenos naturais.

Vários fatores facilitam a disseminação e o estabelecimento das plantas invasoras. As mudanças climáticas podem criar condições mais favoráveis para o crescimento e a propagação das plantas invasoras. Aumentos na temperatura média, mudanças nos padrões de precipitação e eventos climáticos extremos podem criar novas áreas propícias para o estabelecimento dessas espécies.

Atividades humanas, como desmatamento, agricultura intensiva, construção de estradas e urbanização, podem criar oportunidades para a introdução e propagação de plantas invasoras. Essas interferências podem perturbar os ecossistemas naturais, criar áreas abertas ou degradadas onde as plantas invasoras podem se estabelecer e competir com as espécies nativas.

Vale ressaltar que existem ambientes que são naturalmente mais suscetíveis a invasão de plantas, quando comparados com outros. A baixa diversidade do ecossistema e a falta de predadores e parasitos são exemplos de fatores que deixam o local mais vulnerável.

Existem várias estratégias de controle de plantas exóticas invasoras, que podem ser aplicadas de forma isolada ou combinada, dependendo da espécie invasora e das características do ambiente. Algumas das estratégias mais comuns incluem:

Controle mecânico: remoção física das plantas invasoras, seja manualmente ou com equipamentos como cortadores, roçadeiras ou máquinas para arrancar raízes. Essa abordagem é eficaz para controlar populações pequenas ou localizadas em áreas sensíveis.

Controle químico: Utilização de herbicidas específicos para o controle das plantas invasoras.

Controle biológico: Introdução de agentes de controle biológico, como insetos, fungos ou vírus, que atacam especificamente as plantas invasoras.

Barreiras físicas: Instalação de barreiras físicas, como cercas ou coberturas, para impedir a propagação das plantas invasoras para áreas sensíveis ou protegidas.

Foto 3- Bambu-dourado (Phyllostachys aurea) - Originário da China, é uma espécie invasora que pode se espalhar rapidamente e dominar áreas úmidas, deslocando a vegetação nativa.

Imagem do INaturalist




É importante ressaltar que o controle eficaz das plantas exóticas invasoras muitas vezes requer uma abordagem integrada e a colaboração entre diferentes partes interessadas, incluindo governos, organizações não governamentais, proprietários de terras e comunidades locais.

Em suma, a análise detalhada das plantas invasoras revela uma complexa teia de desafios ambientais que afetam diretamente a biodiversidade e a saúde dos ecossistemas. Desde sua introdução fora de seus habitats naturais até os impactos em cascata que geram nos ambientes onde se estabelecem, as plantas invasoras representam uma ameaça significativa à conservação da natureza. Nossa dependência das plantas, seja para alimentação, beleza ou outros usos, deve ser equilibrada com a compreensão dos riscos associados à sua introdução em novos ambientes. A conscientização e cooperação são fundamentais para mitigar os efeitos dessas espécies invasoras, exigindo uma abordagem integrada e colaborativa que envolva diferentes atores, desde governos até comunidades locais. Além disso, é crucial reconhecer a importância da prevenção, identificação precoce e controle eficaz das plantas invasoras para proteger a diversidade biológica e a resiliência dos ecossistemas.

Ao cadastrar uma espécie nova no banco de dados da AuE Software, a origem da planta é um requisito obrigatório para a sua inclusão, e essa informação é apresentada ao cliente durante a escolha daquela espécie vegetal para seu projeto, garantindo assim a responsabilidade ambiental e o cuidado com a biodiversidade local.

Referências:

Plantas invasoras
O QUE SÃO ESPÉCIES EXÓTICAS INVASORAS?
Plantas daninhas
Como as espécies exóticas invasoras afetam a biodiversidade?


Veja Também:

No Limiar da Sobrevivência: O Impacto das Mudanças Climáticas nas Espécies Vegetais
Do Jardim para a Mesa: A Revolução Culinária das PANC
A Revolução da Agricultura de Precisão: Maximizando a Eficiência Agrícola
Folhas: As Sentinelas do Ambiente




Compartilhar:


Anterior Próximo

Conceitos Agroecológicos para Jardins Sustentáveis

Comente esta matéria:
Nome:
E-mail:
8 + 8 = ?
Digite o seu comentário sobre a matéria:
Qual a sua avaliação sobre esta matéria ?



---
Entrevista
Educando com a Natureza: Michelle Gerônimo e o Diálogo com os Clientes
Educando com a Natureza: Michelle Gerônimo e o Diálogo com os Clientes

Dona da empresa Paisagismo Catarinense, Michelle foi criada em meio a jardinagem, aprendendo muito com seu pai que atua há mais de 40 anos na área.

Botânica
A Disseminação Global das Plantas Invasoras: Causas e Consequências
A Disseminação Global das Plantas Invasoras: Causas e Consequências

A matéria aborda os desafios das plantas invasoras, destacando seu impacto negativo na biodiversidade e nos ecossistemas.

Ensino de paisagismo
Demonstrações gratuitas de softwares para Paisagismo e Irrigação em Junho
Demonstrações gratuitas de softwares para Paisagismo e Irrigação em Junho

Veja as datas das apresentações de programas para realizar projetos de paisagismo e irrigação em junho de 2024.

Webinários AuE Software: VisualPLAN - Parte 3
Webinários AuE Software: VisualPLAN - Parte 3

Aprenda como apresentar um projeto de paisagismo residencial completo, utilizando vários recursos do Visual Plan em uma videoaula gratuita.

AuE Network
Botânica Realista: Coleção de Plantas 3D - Diversas 2
Botânica Realista: Coleção de Plantas 3D - Diversas 2

Esta coleção contém 50 modelos 3D de 9 plantas diferentes. São muitas opções para cada espécie, confira!

Botânica Realista: Coleção de Plantas 3D - Diversas 3
Botânica Realista: Coleção de Plantas 3D - Diversas 3

Esta coleção contém 27 modelos 3D de 6 plantas diferentes. São muitas opções para cada espécie, confira!

Botânica Realista: Coleção de Plantas 3D - Diversas 4
Botânica Realista: Coleção de Plantas 3D - Diversas 4

Esta coleção contém 25 modelos 3D de 3 plantas diferentes. São muitas opções para cada espécie, confira!

Botânica Realista: Coleção de Plantas 3D para montagem de hortas
Botânica Realista: Coleção de Plantas 3D para montagem de hortas

Esta coleção contém 31 modelos 3D de 8 plantas diferentes. São muitas opções para cada espécie, confira!

Parques pet: a nova coleção da Freso para projetos ainda mais funcionais
Parques pet: a nova coleção da Freso para projetos ainda mais funcionais

Transforme o parque do seu pet com a nova coleção da Freso: conforto e estilo agora disponíveis nos softwares da AuE Soluções.

Vasos Japi: design e funcionalidade agora disponíveis nos softwares da AuE Soluções
Vasos Japi: design e funcionalidade agora disponíveis nos softwares da AuE Soluções

A elegância dos vasos Japi agora disponível nos softwares da AuE Soluções: sofisticação para seus projetos de paisagismo.

Dicas Técnicas
CalcLANDSCAPE 2022: Salvar e ler preços de um fornecedor
CalcLANDSCAPE 2022: Salvar e ler preços de um fornecedor

Aprenda a salvar e manipular preços do fornecedor, no seu orçamento

AutoLANDSCAPE 2022: converter PLINE em curva de nível
AutoLANDSCAPE 2022: converter PLINE em curva de nível

Aprenda a representar a topografia do terreno com o software

PhotoLANDSCAPE 2022: Como aplicar o efeito "reflexo" em superfícies
PhotoLANDSCAPE 2022: Como aplicar o efeito "reflexo" em superfícies

Veja como aplicar efeito reflexo na fotomontagem.

Novidades
Enflor/Garden Fair 2024: Saiba tudo sobre um dos maiores eventos de paisagismo da América Latina!
Enflor/Garden Fair 2024: Saiba tudo sobre um dos maiores eventos de paisagismo da América Latina!

O evento conjunto de floristas e paisagistas está de volta! Fique por dentro de tudo que vai acontecer na mais nova edição do Enflor/Garden Fair 2024.

Congresso Garden Fair 2024: Inovação e Networking no Paisagismo.
Congresso Garden Fair 2024: Inovação e Networking no Paisagismo.

O congresso Garden Fair é um encontro anual que oferece instrução e palestras para todos os que estão no ramo do paisagismo.

IX Concurso Internacional de PhotoLANDSCAPE: Votação Aberta!
IX Concurso Internacional de PhotoLANDSCAPE: Votação Aberta!

A segunda etapa do IX concurso de fotomontagem de paisagismo com Photolandscape começou: a votação popular! Saiba como participar.

Notícias
Argila Expandida no Paisagismo Urbano: Sustentabilidade e Beleza Unidas
Argila Expandida no Paisagismo Urbano: Sustentabilidade e Beleza Unidas

Com formato arredondado e tamanhos variados, a argila expandida é muito utilizada como substrato no paisagismo e jardinagem.

Jardinagem Biodinâmica: Princípios, Preparados e Calendário para um Solo Vivo
Jardinagem Biodinâmica: Princípios, Preparados e Calendário para um Solo Vivo

A jardinagem biodinâmica é um cultivo que busca balancear a saúde das plantas e frutos, do solo e dos animais presentes no ecossistema do jardim.

Afinal, descubra quais são os melhores programas para paisagismo agora!
Afinal, descubra quais são os melhores programas para paisagismo agora!

Saiba como melhorar seu rendimento no ramo do paisagismo com praticidade, dinamismo e eficiência com os melhores softwares do mercado.

Arquivo
Edição Anterior

Revista AuE Paisagismo Ano 20 No 239 / Abril de 2024

Conteúdo completo

Lista com todas as Edições da Revista AuE Paisagismo Digit@l

Top 10

Matérias mais comentadas da revista

Projetos
Agenda
Conversar no Whatsapp +55(32)3217-1501

X

AuE Paisagismo


Que tal se manter sempre informado das novidades do mundo do paisagismo? Informe seus dados para mantermos contato!





Revista no seu E-mail

*
*
*
5 + 9 = ? *