Milayne Ferraz e a aplicação da Biofilia em ambientes industriais

Autor: Jéssica de Souza - Data: 18/02/2022

Milayne Ferraz

A revista AuE Paisagismo Digital entrevista este mês Milayne Ferraz de Azevedo, funcionária da AuE Software, que recentemente graduou no curso de Arquitetura e Urbanismo e vem falar para nós sobre seu Trabalho de Conclusão de curso que teve como foco a aplicação de biofilia em ambientes industriais.


Aue Paisagismo: Fale um pouco sobre você, o porquê da escolha de cursar arquitetura e sobre sua trajetória na AuE Software.

Milayne Ferraz: Bem, desde o ensino médio, na época da escolha das áreas para prestar o vestibular, eu sempre quis fazer algo no qual eu conseguisse transformar a vida das pessoas para melhor de alguma forma.

Decidi então cursar arquitetura, pois nós enquanto arquitetos projetamos o espaço para pessoas, visando seu bem estar e a sua qualidade de vida sempre, seja com uma simples mudança de cor na parede, ou com mudanças mais bruscas de construção e demolição.

Trabalho na Equipe da AuE Software desde Setembro de 2019, iniciando na empresa como estagiária de Arquitetura e Urbanismo, desempenhando funções como desenho técnico das plantas e mobiliários em suas diversas vistas, modelagem do elemento 3D das mesmas, além de produzir algumas dicas técnicas para a revista online AuE Paisagismo e suportes técnicos dos programas. Depois de certo tempo, migrei apenas para esta área em questão da revista, na qual fiquei responsável por toda a produção e edição de todas as seções, tanto da de paisagismo, quanto da de irrigação que vieram a ser separadas para facilitar as informações para o nosso público, que é diversificado.

No final de 2020, fui convidada pela gestão da empresa para participar do grupo de colaboradores como funcionária de fato, e de Janeiro a dezembro de 2021, desempenhei a função de Customer Success na AuE, cuidando de toda a carteira de clientes, para garantir a satisfação do mesmo, e que seu uso seja com excelência! Dessa forma, realizando diversos pós-vendas, implantação dos produtos na rotina do cliente, e suporte técnico.

Atualmente, estou no setor de Relacionamento, responsável pelas renovações dos clientes!


Aue Paisagismo: Recentemente você apresentou seu TCC com o tema “Biofilia aplicada a ambientes industriais: o projeto arquitetônico ideal para a indústria têxtil do século XXI.” Como foi a escolha do conceito?

Milayne Ferraz: Eu sou natural da cidade de São João Nepomuceno na Zona da Mata Mineira, bem próxima a Juiz de Fora, e na minha cidade o que movimenta a economia, desde a fundação em 1815 até os dias atuais, é a Indústria Têxtil e também é algo de extrema relevância na minha vida particular.

Por conhecer bastante acerca dessa tipologia de indústria, sei que o ambiente na maioria das vezes é bem precário, com edificações não preparadas para receberem os colaboradores e, dessa forma, a saúde física e mental do mesmo fica defasada resultando em baixo desempenho no trabalho, falta de atenção e até mesmo falta de qualidade de vida.

Portanto, inserir a biofilia em um ambiente no qual com certeza a maioria da população são joanense trabalha, com certeza fará com que os trabalhadores tenham seu bem estar elevado, desempenhando uma melhor produção para a empresa, e resultando em benefícios para sua saúde!

Projeto “Biofilia aplicada a ambientes industriais:
o projeto arquitetônico ideal para a indústria têxtil do século XXI.”
Fonte: Milayne Ferraz



Aue Paisagismo: Descreva o seu projeto. (localização, a fábrica, as partes que compõe o projeto, etc)

Milayne Ferraz: Descrevendo o projeto de maneira sucinta, o terreno está localizado na Avenida Celso Cosme de Castro, no Distrito Industrial da cidade. O local possui em seu entorno imediato diversas tipologias de construções para dar apoio ao empreendimento, bem como escolas, farmácias, supermercados, padarias e outras construções industriais.

Acerca da fábrica, a idéia e a diagramação da mesma foi toda do zero, apenas o nome Lumar advém de uma confecção de jeans que minha mãe possuiu e quis homenageá-la. No empreendimento em questão, temos um galpão principal para a produção de fato das peças, um galpão de acabamento para esse detalhamento das roupas, o refeitório com ala de descanso (princípio da psicologia organizacional e do trabalho que irá ajudar a restaurar o bem estar do colaborador em seu horário de descanso), o setor administrativo, a loja da fábrica e uma guarita.


Aue Paisagismo: O seu trabalho é de uma indústria têxtil, qual a importância da arquitetura ao elaborar projetos para esses setores?

Milayne Ferraz: Do ponto de vista da arquitetura, é imprescindível projetar um espaço no qual o arquiteto pense no usuário final e, de maneira totalmente acessível a todos, essa preocupação deve acontecer em todos os espaços, visando um local de conforto e qualidade de vida em qualquer tipologia de construção.

Se tratando da indústria têxtil, é de extrema importância a questão acústica e térmica por conta das máquinas, bem como todos os vão de acesso, além da necessidade de uma boa iluminação e ventilação, pois é um trabalho que é extremamente cansativo. Pensar no bem estar do trabalhador da edificação em questão é de suma importância na hora de projetar.


”(...)nossa tendência para apreciar as coisas vivas (biofilia do grego significa amor à vida, amor às coisas vivas) é uma tendência evolutiva natural.”
- Milayne Ferraz -



Aue Paisagismo: Entrando no assunto biofilia, muito se tem falado sobre seus benefícios em ambientes de trabalho. Quais são esses benefícios e como você trabalhou essa questão no seu projeto?

Milayne Ferraz: Os efeitos da biofilia são diversos e sua maioria restauradores.

Do ponto de vista da psicologia ambiental, a visão é o nosso principal sentido capaz de nos restaurar algum efeito, como o psíquico por exemplo, das doenças como ansiedade e depressão. Nesse sentido, poder visualizar plantas/coisas que remetem à vegetação natural em si auxiliam bastante nesse quesito, podendo ser ratificado através de diversas pesquisas. Mas mais que isso, nós mesmos enquanto seres humanos, quando pensamos em um ambiente de paz e tranquilidade, pensamos em um local como casa de campo, praia, um local mais afastado da cidade e mais natural, dificilmente pensamos em descansar em um ambiente que possua muitos ruídos e poluição visual. Isso é extremamente normal, uma vez que nossa tendência para apreciar as coisas vivas (biofilia do grego significa amor à vida, amor às coisas vivas) é uma tendência evolutiva natural.

A biofilia pode se dar de várias maneiras, e no projeto, buscamos priorizar a iluminação e a ventilação natural, através de grandes vãos e iluminação zenital, evidenciando o contato do calor do sol e da brisa do vento na pele. Além disso, utilizamos também materiais mais naturais, remetendo à natureza, como madeira, pedra, tijolo. Evidentemente, utilizamos muito da natureza, na qual os ambientes internos de principal permanência dos funcionários possuem jardins internos, e até mesmo, praça interna e terraço jardim.


Aue Paisagismo: O uso de elementos da natureza também faz parte da biofilia e no seu projeto foi bem trabalhada a questão da vegetação nos ambientes. Onde eles estão situados?

Milayne Ferraz: No projeto, utilizamos a natureza em basicamente todo.

Primeiro envolvemos o galpão principal e o galpão de acabamento com grama, fazendo com que o ambiente parecesse o mais natural possível, para dar a sensação que a edificação sempre esteve presente ali. Além disso, diversos jardins geométricos apoiaram o paisagismo em todo o empreendimento.

Porém o ponto chave foram duas praças, sendo uma frontal em que visamos fazer uma comunicação com a sociedade para que a construção do empreendimento pudesse ser algo totalmente includente, e uma interna, na qual exploramos os 5 sentidos do ser humano e seus efeitos restauradores para o bem estar do colaborador.


Projeto “Biofilia aplicada a ambientes industriais:
o projeto arquitetônico ideal para a indústria têxtil do século XXI.”
Fonte: Milayne Ferraz




Aue Paisagismo: Em relação a praça onde os 5 sentidos são trabalhados, conte o por que da escolha desse tipo de paisagismo e sobre as espécies que estão presentes no local.

Milayne Ferraz: Em relação a praça dos 5 sentidos, ela foi totalmente pensada para ser voltada para as experiências da natureza em todos os âmbitos, para poder aumentar ainda mais o efeito restaurador do ambiente natural na vida do colaborador, resultando em um trabalho mais eficiente e em mais qualidade de vida para o mesmo. Sua localização é bem próxima a todos os galpões, para que seja de fácil acesso, além de ser do lado do refeitório/ área de descanso, para que possa ser contemplada pelos trabalhadores em sua pausa.

Para esse jardim, brincamos em todos os sentidos:

* Para a visão, além do conjunto da praça como um todo, plantas mais coloridas como Dracenas Bilocor e Crótons fazem parte do projeto;

* Para o tato, possuímos plantas com diversas texturas, como o Rabo de Gato e a Tagetes, além da Grama Amendoim como forração, que pode ser totalmente pisoteada;

* Acerca do paladar, optamos pela Pitangueira, para aguçar este sentido em questão;

* O olfato, fica por conta das flores, além da lavanda em específico, trazendo um cheiro bem agradável e característico;

* Por fim, a audição fica por conta do som das folhas ao vento, bem como dos pássaros que com certeza virão para agraciar o belo jardim.


Aue Paisagismo: Normalmente galpões industriais recebem menos luz solar e ventilação. Como foi inserir vegetação nesses espaços internos?

Milayne Ferraz: Para os jardins internos, por mais que eles recebam sim certa iluminação, a mesma não é plena, então escolhemos plantas de meia sombra e fáceis de cultivar em ambientes internos, como Antúrios, Aspargo Samambaia, Bandeira Branca, Zamioculca, Clúsia e Espadas de São Jorge, a grama escolhida foi a preta em miniatura.

Aue Paisagismo: Durante a apresentação do TCC você comentou que a praça situada em frente à loja da fábrica é um espaço convidativo para que as pessoas entrem no local. Como que o paisagismo pode auxiliar em espaços comerciais?

Milayne Ferraz: O paisagismo é um mecanismo do urbanismo muito importante, pois com o mesmo, podemos construir espaços que visem a interação das pessoas, e isso significa uma grande troca de informações, culturas, e gêneros diferentes. Além disso, a beleza de um paisagismo bem trabalho por si só, chama a atenção para a fachada do empreendimento, e foi isso que buscamos fazem na fachada da loja, um jardim com características mais tropicais, que chame a atenção por estar inserido em um ambiente industrial, e que conecte a fábrica com a sociedade como um todo.


Aue Paisagismo: Não só de plantas vive o paisagismo. Como foram as escolhas de pisos, mobiliários e iluminação?

Milayne Ferraz: Me atentei bastante a questões mais viáveis para o peso do tráfego de caminhões, portanto, o piso escolhido para todo o calçamento é o intertravado, salvo a praça frontal, que possui o revestimento em concregrama.

Além disso, outros mobiliários urbanos apoiam o projeto, como postes em diversos tamanhos, balizas, lixeiras e bancos para as praças.

”Além disso, imaginem só o poder que o contato com ambientes mais naturais todos os dias podem nos trazer? Os benefícios para a saúde, uma qualidade de vida mais elevada, um bem estar de alto nível, e isso é lindo de se sonhar para todos.”
- Milayne Ferraz -


Aue Paisagismo: Tem algo mais que queira acrescentar sobre o seu TCC?

Milayne Ferraz: Eu gostaria de ressaltar mais uma vez a importância da arquitetura na vida das pessoas e o quanto ela é capaz de transformar ambientes. Sei que pode ser uma utopia minha, mas é um grande sonho transformar a vida dos seres humanos para melhor de alguma forma, e podemos fazer isso em qualquer ambiente que seja, construído ou não. Basta possuir o profissional correto cuidando do que você deseja, ressaltando que a arquitetura não precisa ser elitizada!

Além disso, imaginem só o poder que o contato com ambientes mais naturais todos os dias podem nos trazer? Os benefícios para a saúde, uma qualidade de vida mais elevada, um bem estar de alto nível, e isso é lindo de se sonhar para todos. Visto que se podemos sonhar, podemos realizar e que sonhar grande dá o mesmo trabalho que sonhar pequeno, vamos mudar o mundo com nossas ideologias e formar novos arquitetos focados em possuir uma visão mais humana da profissão!


Aue Paisagismo: Você foi aprovada e agora é arquiteta. Pretende seguir esse ramo de paisagismo ou vai para outra área?

Milayne Ferraz: Pretendo sempre trabalhar e incluir o paisagismo em qualquer ramo da arquitetura que eu siga, mas é um desejo partir para a construção civil e tentar implementar esses ideais mais humanos em grandes empreendimentos, para dessa forma atingir mais pessoas.


Jardim da Loja em planta baixa feito no VisualPLAN.
Fonte: Milayne Ferraz




Aue Paisagismo: Em seu trabalho foi usado os softwares da AuE. Quais foram e como eles auxiliaram no processo de criação?

Milayne Ferraz: Durante todo o meu trabalho, utilizei o AutoLANDSCAPE e o VisualPLAN.

O AutoLANDSCAPE me trouxe uma facilidade e agilidade muito grande na inserção de plantas, visto que meu trabalho possui certa parte focada em paisagismo, então esse tempo economizado por conta dos benefícios das informações contidas no programa, foi crucial para que eu me dedicasse em outras etapas do projeto com mais folga.

Já o VisualPLAN, que pode ser um complemento ao AutoLANDSCAPE, me permitiu com muita rapidez uma planta humanizada de paisagismo com qualidade gráfica impecável, bem como algumas vistas 3D, evidenciando assim partes do projeto que eu quis dar ênfase como a praça frontal, uma vez que meu intuito é mostrar a representação da planta como ela é em si na hora de explicar o paisagismo.

Os programas da AuE Software foram cruciais para meu desempenho no decorrer do árduo trajeto até aprovação com nota máxima, sendo ressaltada pela banca avaliadora o cuidado e a atenção com o paisagismo.


Saiba mais detalhes sobre o projeto no link Biofilia aplicada a ambientes industriais.


Confira a Monografia da Milayne Ferraz:


---------------------------------------------------------
Contatos:
Milayne Ferraz de Azevedo
Telefone/Whatsapp: (32) 9.9809-7471
Email: milayneferraz@hotmail.com


Veja também:
O trabalho de Cláudia Ortiz com macro paisagismo
Guilherme Marques Mattos e o paisagismo em Shopping Center
Entrevista com Roberto Reis, Pool Designer de SP


Compartilhar:


Anterior Próximo

eBook: Planta baixa técnica x Planta humanizada em paisagismo

Comente esta matéria:
Nome:
E-mail:
1 + 2 = ?
Digite o seu comentário sobre a matéria:
Qual a sua avaliação sobre esta matéria ?



---
Entrevista
Milayne Ferraz e a aplicação da Biofilia em ambientes industriais
Milayne Ferraz e a aplicação da Biofilia em ambientes industriais

Inserir a biofilia em um ambiente (...) fará com que os trabalhadores tenham seu bem estar elevado, desempenhando uma melhor produção(...)

Botânica
A Toxicidade das Plantas Ornamentais
A Toxicidade das Plantas Ornamentais

Alguns componentes químicos encontrados nas plantas, que podem ser tóxicos a seres humanos e animais, e seus respectivos danos à saúde.

AuE Network
Coleção de árvores para download - Árvores 2022-2
Coleção de árvores para download - Árvores 2022-2

Segunda de 3 coleções de árvores para download no AuE Network, que vamos publicar a partir deste mês.

Coleção de Herbáceas para download - Herbáceas 2022-2
Coleção de Herbáceas para download - Herbáceas 2022-2

Veja a segunda de 3 coleções de Herbáceas para download no AuE Network, que estamos publicando desde o mês passado.

Dicas Técnicas
AutoLANDSCAPE: Criar modelo padrão de Tabelas
AutoLANDSCAPE: Criar modelo padrão de Tabelas

Saiba como alterar as informações da tabela e salvar como um novo modelo padrão, economizando tempo ao projetar.

CalcLANDSCAPE: Formas de exportar orçamento
CalcLANDSCAPE: Formas de exportar orçamento

Aprenda como exportar seus orçamento para editar em outros softwares como Excel e Word.

LandManager: Controle Financeiro Parte 1
LandManager: Controle Financeiro Parte 1

Neste mês iremos abordar o tema Configurações, mostrando como cadastrar as informações de formas de pagamentos, contas, etc.

Novidades
Fim do suporte do Windows 7 e 8
Fim do suporte do Windows 7 e 8

O que muda nos Softwares da AuE Software a descontinuidade das versões do windows?

SBAU realiza fórum sobre riscos em árvores
SBAU realiza fórum sobre riscos em árvores

O objetivo é informar sobre o manejo correto de árvores urbanas com segurança para quem realiza o processo e para a população local.

Novidades AuE Software 2022: novos materiais e símbolos
Novidades AuE Software 2022: novos materiais e símbolos

Confira as novidades de materiais e símbolos que a nova versão dos software da AuE Software trará em 2022

Notícias
Paisagismo no World Architecture Festival 2021 - Part.2
Paisagismo no World Architecture Festival 2021 - Part.2

Conheça este mês os projetos premiados de paisagismo no contexto urbano.

Plantas que requerem atenção ao inserir no paisagismo
Plantas que requerem atenção ao inserir no paisagismo

Algumas espécies podem apresentar riscos devido a sua toxidade, presença de espinhos e atração de insetos indesejados.

Os jardins verticais de Patrick Blanc
Os jardins verticais de Patrick Blanc

Conheça a trajetória do botânico responsável pela disseminação dos jardins verticais pelo mundo.

Arquivo
Edição Anterior

Revista AuE Paisagismo Ano 18 No 212 / Janeiro de 2022

Conteúdo completo

Lista com todas as Edições da Revista Paisagismo Digit@l

Top 10

Matérias mais comentadas da revista

Projetos
Lista de Projetos

Lista com Todos os Projetos da Revista Paisagismo Digit@l

Top 10 de Projetos

Lista com 10 projetos mais comentados

Agenda
Conversar no Whatsapp +55(32)3217-1045

X

AuE Paisagismo


Que tal se manter sempre informado das novidades do mundo do paisagismo? Informe seus dados para mantermos contato!




Revista no seu E-mail

*
*
*