Os segredos dos biomas: como a ciência estuda a flora e fauna em todo o mundo

Autor: Matheus Augusto P. Leôncio - Data: 03/05/2023

I. Ecossistema x Bioma


Fonte: Imagem de wirestockno Freepik


Definimos como Ecossistema determinada região caracterizando-a pelas interações entre os componentes que ali se encontram. Nessas regiões existem fatores bióticos como a vegetação, os animais, micróbios e existem também os fatores abióticos, como a luminosidade, o solo, o ar e a disponibilidade de minerais. Todos esses fatores contribuem para que haja a transferência de energia entre os seres vivos e os outros elementos que compõe aquele ambiente. Os ecossistemas são divididos em dois grupos, os ecossistemas terrestres e os aquáticos, como terrestres podemos citar as florestas, as montanhas, pastagens, dunas, entre outros. Como ecossistemas aquáticos podemos citar os marinhos, os oceânicos, rios, lagos e represas.

Agora que entendemos o conceito de ecossistema podemos prosseguir para o assunto principal da matéria, o bioma.

De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), chamamos de Bioma uma região que é composta por ecossistemas semelhantes, contendo vegetações contíguas, com as condições geoclimáticas similares e tem por histórico mudanças semelhantes e simultâneas, o que resulta em uma diversidade biológica própria. Assim como o ecossistema, os biomas são divididos em dois grupos, os biomas aquáticos (águas salgadas e águas doces) e os terrestres (Amazônia, caatinga, savana, entre outros)

O termo “bioma” é bastante confundido com o de ecossistema, como se fossem sinônimos, mas esses são diferentes, já que o foco do bioma é bem mais na área e vegetação do que nas interações que ocorrem ali, são levados em conta também sua dimensão, já que para um ecossistema ser considerado um bioma ele terá que ter suas dimensões em grande escala.

Os biomas são importantes e devem ser preservados por diversas razões. Eles são regiões que possuem características biológicas, climáticas, topográficas e ecológicas distintas, que abrigam uma grande diversidade de espécies de vegetais e animais. Ao longo da matéria explicaremos como classificamos um Bioma e através dela trazer o enfoque para a importância da preservação desses locais.

II. Caracterização de biomas

Existem fatores distintos que, quando associados, caracterizam o bioma presente em determinada região. O clima é o fator abiótico que pode determinar onde os biomas terrestres são encontrados. Os níveis de temperatura e precipitação (chuva e/ ou neve) são determinantes para identificar o tipo de bioma, já que são bem característicos. Se soubermos a temperatura e precipitação de um lugar podemos prever o bioma.

O solo e a vegetação são outros fatores importantes na determinação do bioma, existem diferentes tipos de solo que são encontrados em diferentes locais. Isso irá definir o tipo de vegetação que poderá crescer nessa área.

Por exemplo, o solo encontrado na Amazônia é geralmente caracterizado por ser pobre em nutrientes, devido à rápida decomposição de matéria orgânica e ao ciclo de nutrientes acelerado da floresta tropical úmida. Já o solo encontrado na Caatinga, um bioma semiárido do Brasil, é geralmente raso e pedregoso, com baixo teor de nutrientes e baixa capacidade de retenção de água. A vegetação que crescerá nessas áreas estará adaptada a essas condições do solo, sendo essenciais para a determinação do tipo de Bioma da região. Ambas as espécies de plantas e animais dependem dessa adaptabilidade para perpetuarem sua linhagem.

Por fim, a fauna é o último conceito básico a ser considerado ao caracterizar um bioma. A presença de determinadas espécies de animais e sua interação com o ambiente podem indicar as condições ambientais do bioma, como o tipo de vegetação, o clima e a disponibilidade de água. Por exemplo, o sucesso dos camelos em regiões áridas e desérticas. Esses animais apresentam várias adaptações fisiológicas no que diz respeito a armazenamento e consumo de água, o que permite com que sobrevivam a essas regiões secas.

Além disso, a fauna desempenha um papel importante na manutenção do equilíbrio ecológico de um bioma e também atuam como indicadores da saúde do ambiente. Um bioma com uma grande diversidade de espécies animais tende a ser mais estável e resiliente em face de estresses ambientais, como secas, incêndios florestais ou inundações.

Existem 8 principais Biomas encontrados no mundo.

Tundra: Se encontra em regiões próximas ao norte do Canadá, Polo Ártico, da Europa e da Ásia. Tem como característica temperaturas baixas durante todo o ano. O inverno é bastante severo e o verão é frio. A vegetação é basicamente de musgos e líquens. As regiões de temperatura mais elevada podem apresentar gramíneas e pequenos arbustos compondo sua flora.

Taiga: Situada no hemisfério norte ao sul da tundra, a taiga tem como característica o clima frio. Porém, possui uma estação quente mais longa e menos severa, comparada a tundra. É chamada de floresta de coníferas por apresentar pinheiros e abetos em sua flora.

Floresta Temperada: Localizada em determinadas regiões da América do Norte e Europa com clima temperado, essas florestas possuem as quatro estações do ano bastante definidas, sua vegetação é abundante e diversificada, possuindo espécies de diversos tamanhos, cascas grossas e folhas largas que tendem a cair durante o outono e brotarem na primavera.

Floresta Tropical: Encontradas em regiões de clima quente e com elevado índice de chuva. Está presente no norte da América do Sul, América Central, África, Ásia e Austrália. Temos como exemplo de florestas tropicais a Amazônia e a Mata Atlântica sendo a Amazônia a maior de todas. É caracterizada pela vegetação densa, com vários extratos e muita biodiversidade.

Savanas: Presente na Ásia, África, Austrália e nas Américas. É comum em regiões de climas áridos ou semiáridos, havendo predominância de uma estação úmida e outra mais seca, sua vegetação é constituída, principalmente, por árvores e arbustos de médio e pequeno porte com raízes profundas, troncos retorcidos e folhas grossas.

Pradarias ou Campos: Localizam-se em locais que apresentam períodos de secas, comum em regiões da Ásia, Europa, América do Sul e na América do Norte. Possui pouca, ou nenhuma, espécie herbácea e arbórea, sendo constituído principalmente por gramíneas.

Deserto: Se localizam em áreas de clima desértico ou árido, com pouca umidade e chuvas irregulares, seus solos são arenosos e sua vegetação é escassa, adaptada à baixa umidade. Os maiores desertos do mundo se encontram Na Ásia (deserto de Gobi) e na África (deserto do Saara).

Floresta Equatorial: Localizada em zonas tropicais próximas à linha do equador, com clima muito úmido e quente. A vegetação é caracterizada por árvores de grande, médio e pequeno porte, latifoliada, perene, muita das vezes adaptadas à umidade.

No Brasil existem 6 biomas, o Cerrado(Savana), Amazônia (Floresta Tropical), Mata Atlântica (Floresta Tropical), Pantanal, Pampa (Pradaria) e Caatinga.

III. Métodos de classificação de biomas

Hoje em dia existem diferentes métodos de classificação de biomas, que são variados de acordo com a abordagem utilizada e seus critérios. São eles:

Classificação climática: essa classificação utiliza de fatores climáticos para definir os biomas. São considerados temperatura, umidade e precipitação

Classificação fitogeográfica: Utiliza a vegetação como fator de identificação de bioma, levando em conta os tipos de plantas dominantes e adaptabilidade das espécies ao clima.

Classificação ecológica: Procura classificar os biomas analisando a interação dos organismos levando em conta a produtividade, biodiversidade e a ciclagem de nutrientes.

Classificação de base geológica: Classifica o bioma através da geologia do lugar avaliando o solo, levando em conta fatores como o tipo de rocha, a fertilidade e o relevo.
Embora existam vários métodos, todos apresentam suas vantagens e limitações. Ao escolher um método terá que ser levado em conta o objetivo da análise e também das informações que estão disponíveis.

IV. Mapas de biomas

Com o avanço da tecnologia, mais ferramentas estão ajudando no processo de mapeamento de bioma e a tendência é a de que mais recursos serão desenvolvidos conforme o tempo passa. O uso de tecnologias de sensoriamento remoto já é uma realidade nossa, essa técnica é importante para mapeamento e monitoramento desses biomas. Através de sensores em satélites, é possível obter informações sobre a superfície terrestre, criar imagens e mapas de características dos ecossistemas, como a cobertura vegetal, umidade do solo e limites de biomas. Imagens espaciais e atemporais de alta resolução fornecidas por satélites são processadas e analisadas por softwares de geoprocessamento e modelagem para criar mapas e análises precisas ótimas para identificação de áreas degradadas e definir quais áreas são prioritárias para conservação, além de compreender impactos das mudanças climáticas e desenvolver estratégias de adaptação e mitigação. Existem vários mapas desenvolvidos por várias instituições, entre elas o IBGE, NASA, MMA, WRI e outras.

V. Mudanças nos biomas

Existem fatores que afetam a distribuição e estrutura dos biomas, são eles: o clima, a altitude, o solo, distúrbios naturais (incêndios e inundações), e a principal delas, a atividade humana. A interferência humana vem desencadeando milhares de problemas no planeta, resultando na perda da biodiversidade.

VI. Conservação de biomas

Os biomas são importantes por diversas razões. Eles são regiões que abrigam uma grande diversidade de espécies animais e vegetais, muitos dos quais são exclusivos de um determinado bioma. Desempenham um papel importante na regulação do clima global, pois influenciam a absorção de dióxido de carbono e outros gases de efeito estufa, além de que fornecem vários serviços que ajudam no ecossistema, como a polinização, a purificação da água, a regulação do ciclo de nutrientes, entre outros.


Fonte: Imagem de vladimircech no Freepik


Os biomas são extremamente importantes para a saúde do planeta e para a sobrevivência de todas as formas de vida que habitam a Terra, incluindo a nossa. A preservação e conservação desses ecossistemas é fundamental para garantir um futuro sustentável para a humanidade. A AuE Software adota a informação do bioma de ocorrência para as plantas brasileiras, visando o crescimento profissional dos clientes. Através do Aue LandCatalog, você encontra todas as informações a respeito das espécies vegetais e seus hábitos. A base de dados da empresa fornece informações sobre os domínios fitogeográficos em que as espécies ocorrem, por meio de um mapa ilustrativo. Essa correlação de informações com dados climáticos de ocorrência e limitantes de temperatura ajuda na escolha mais precisa das plantas, além de respeitar os limites de ocorrência natural das espécies vegetais.





Veja também

Luminosidade e irrigação: Fatores importantes considerados ao adquirir uma planta

A importância dos espaços verdes no dia a dia das pessoas

O ciclo das plantas e sua interferência no paisagismo


Compartilhar:


Anterior Próximo

Conceitos Agroecológicos para Jardins Sustentáveis

Comente esta matéria:
Nome:
E-mail:
6 + 6 = ?
Digite o seu comentário sobre a matéria:
Qual a sua avaliação sobre esta matéria ?



---
Entrevista
Simone Ribeiro e a Escola de Paisagismo de Brasília
Simone Ribeiro e a Escola de Paisagismo de Brasília

Simone Ribeiro fala sobre os desafios de ministrar paisagismo e o crescimento do mercado profissional.

Botânica
Os segredos dos biomas: como a ciência estuda a flora e fauna em todo o mundo
Os segredos dos biomas: como a ciência estuda a flora e fauna em todo o mundo

Entenda quais informações são necessárias para se classificar um Bioma.

Ensino de paisagismo
Webinários AuE Software: VisualPLAN
Webinários AuE Software: VisualPLAN

Webinários AuE Software: VisualPLAN - desenvolvendo um projeto completo com lago.

Demonstrações de Junho
Demonstrações de Junho

Venha conhecer nossos softwares para Paisagismo e Irrigação!

AuE Network
Coleção de bancos rústicos para jardim
Coleção de bancos rústicos para jardim

Esse mês estamos disponibilizando para download a coleção bancos rústicos.

Coleção de plantas: Arbustos
Coleção de plantas: Arbustos

Veja a coleção arbustos disponibilizada para download pela AuESoftware, em maio de 2023.

Dicas Técnicas
AuE Network 2022: Como atualizar o banco de dados AuE LandOFFICE 2022
AuE Network 2022: Como atualizar o banco de dados AuE LandOFFICE 2022

Veja como atualizar seu banco de dados do AuE LandOFFICE 2022 com o sistema AuE Network.

PhotoLANDSCAPE: Como aplicar iluminações diferentes em mapas iguais
PhotoLANDSCAPE: Como aplicar iluminações diferentes em mapas iguais

Veja como melhorar o realismo da montagem usando mapas iguais com brilho ou efeitos de imagem diferentes.

PhotoLANDSCAPE: Montagens mais realistas usando fotos diferentes da mesma planta
PhotoLANDSCAPE: Montagens mais realistas usando fotos diferentes da mesma planta

Veja como tornar suas fotomontagens mais reais aproveitando o banco de imagens que já está disponível para você usar!

Novidades
VIII Concurso de fotomontagem de paisagismo com PhotoLANDSCAPE - Últimos dias para participar!
VIII Concurso de fotomontagem de paisagismo com PhotoLANDSCAPE - Últimos dias para participar!

Não fique de fora! Participe do concurso de Fotomontagem com PhotoLANDSCAPE!

Webinário - Escola de Paisagismo de Brasília e AuE Software
Webinário - Escola de Paisagismo de Brasília e AuE Software

A Escola de Paisagismo de Brasília convidou a AuE Software para um webnário sobre paisagismo, a reunião será gratuita pelo ZOOM

30° Enflor & 18° Garden Fair - 2023
30° Enflor & 18° Garden Fair - 2023

Confirmado o evento entre 16 a 18 de julho de 2023 em Holambra. Veja como receber um convite para participar da Garden Fair na sua casa.

Notícias
Como desenhar jardins no computador
Como desenhar jardins no computador

Aprenda os passos para projetar paisagismo em computador, use a tecnologia a seu favor!

A importância do planejamento da arborização urbana
A importância do planejamento da arborização urbana

Saiba as principais características para um bom planejamento de arborização urbana.

As etapas para se iniciar um projeto de paisagismo - Parte 01
As etapas para se iniciar um projeto de paisagismo - Parte 01

Paisagista, saiba todas as etapas de um projeto de paisagismo antes de iniciar um projeto! Parte 01

Arquivo
Edição Anterior

Revista AuE Paisagismo Ano 19 No 227 / Abril de 2023

Conteúdo completo

Lista com todas as Edições da Revista AuE Paisagismo Digit@l

Top 10

Matérias mais comentadas da revista

Projetos
Lista de Projetos

Lista com Todos os Projetos da Revista AuE Paisagismo Digit@l

Top 10 de Projetos

Lista com 10 projetos mais comentados

Agenda
Conversar no Whatsapp +55(32)3217-1501

X

AuE Paisagismo


Que tal se manter sempre informado das novidades do mundo do paisagismo? Informe seus dados para mantermos contato!




Revista no seu E-mail

*
*
*