Além do Branco: A Explosão Vegetal e os Esforços de Conservação na Antártida

Autor: Matheus Augusto P. Leôncio - Data: 05/02/2024

A Antártida (ou Antártica) é o quinto maior continente, além de ser o mais gelado e mais seco de todos eles, ela é o maior deserto do mundo tendo cerca de 14.200.000 km² de área de superfície. Localizada entre o Polo Sul Geográfico (latitude 90°S) e o paralelo 60°S, essa região embora extrema, apresenta grande biodiversidade e alto grau de especificidade, ou seja, os seres existentes ali muitas das vezes não são encontrados em outras regiões, isso faz com o ecossistema antártico seja visto como um ecossistema frágil. Devido a esses fatores que a gestão de recursos vivos vem gerando discussões internacionais sobre a importância da proteção à integridade desses ecossistemas.

Imagens do INaturalist


A vegetação da Antártida desempenha papel crucial na regulação climática global ao absorver CO2, influenciando nos padrões climáticos. Ela também serve como base da cadeia alimentar, preservando a biodiversidade local. A adaptação de organismos à vegetação cria ecossistemas únicos, enquanto as plantas desempenham um papel vital na proteção do solo contra a erosão e na inibição de espécies invasoras.

A vida na Antártida está intrinsecamente ligada a parâmetros ambientais extremos, moldando a evolução dos seres vivos que habitam essa região. Essas criaturas desenvolveram adaptações notáveis para sobreviver e prosperar em um ambiente tão desafiador. A vida terrestre se concentra em uma pequena faixa de terra na costa que no verão ficam livres do gelo. Nessas áreas encontramos desde pequenos invertebrados até líquens (associação mutualística entre algas e fungos). Já no mar a biodiversidade é bem maior, com comunidades bem mais complexas de diferentes reinos taxonômicos.

No âmbito vegetal, devido as condições extremas, solos pobres, congelados e rasos, o que sobrou da vegetação foram espécies limitadas que vão desde plantas de porte rasteiro até plantas com alguns centímetros de altura, se resumindo a algumas briófitas ( como os musgos), líquens, algas e duas espécies nativas de angiospermas (plantas com flores), a Grama Antártida (Deschampsia antarctica) e a Perolada Antártida (Colobanthus quitensis).

Em certas áreas peninsulares da Antártica, deparamo-nos com autênticos tapetes verdes formados por briófitas em solos úmidos, próximos aos canais de degelo. Essas plantas crescem a uma taxa notavelmente lenta, aproximadamente 1mm por ano, porém, possuem a notável capacidade inata de sobreviver em condições frias e dispersar-se a longas distâncias. Na região continental, foram documentadas apenas 25 das 110 espécies identificadas na Antártica Peninsular, representando 55 gêneros de 17 famílias, sendo predominantemente musgos e uma minoria de hepáticas.

Perolada Antártida (Colobanthus quitensis):

Imagem do INaturalist



As plantas na Antártida, especialmente as briófitas, sobrevivem em um ambiente hostil através de estratégias como crescimento extremamente lento, tolerância ao frio, resistência à dessecação e capacidade de se recuperar após exposição a condições adversas. Dessa forma, essas plantas conseguem manter seu metabolismo funcionando mesmo em condições inapropriadas, realizando a fotossíntese mesmo em temperaturas abaixo de zero e sob a neve. Essas adaptações únicas garantem sua sobrevivência nas condições desafiadoras do continente antártico.

As mudanças climáticas estão interferindo diretamente no aumento da temperatura na Antártida, à medida que as temperaturas continuam a subir e o gelo continua a derreter, novas descobertas estão sendo feitas por pesquisadores que afirmam que as plantas no continente estão prosperando e crescendo mais rapidamente. Uma pesquisa realizada por Nicoletta Cannone da Universidade de Insubria, na Itália publicado no artigo “ Acceleration of climate warming and plant dynamics in Antarctica (Aceleração do aquecimento climático e dinâmica das plantas na Antártica) “confirmou a alteração no padrão de crescimento da D. antarctica e C. quitensis no período de 2009 a 2018.

A revelação surpreendente foi a constatação de que essas plantas estão prosperando no clima mais quente. Pesquisadores observaram que o Colobanthus cresceu cinco vezes mais rápido entre 2009 e 2018, comparado às taxas de crescimento entre 1960 e 2009. Por sua vez, o Deschampsia teve um aumento notável, crescendo 10 vezes mais na última década. O aumento de 1°C na temperatura média anual do ar na Ilha Signy( local onde a pesquisadora concentrou suas observações) , de 1960 a 2018, indica claramente que essas plantas estão se beneficiando do novo ambiente ameno.

Grama Antártida (Deschampsia antarctica):

Imagem do INaturalist




O aumento das temperaturas exerce influência marcante nas estações de crescimento das plantas, prolongando o período de crescimento, acelerando taxas de desenvolvimento, alterando padrões de florescimento e frutificação, e impactando a sazonalidade, como foi abordado anteriormente em “No Limiar da Sobrevivência: O Impacto das Mudanças Climáticas nas Espécies Vegetais “ e “Identificação e conservação de espécies vegetais ameaçadas”. Essas mudanças têm implicações significativas nas dinâmicas dos ecossistemas e nas interações entre as comunidades vegetais e outros organismos.

Esse rápido crescimento vegetal pode afetar animais locais de diversas maneiras, incluindo alterações nos habitats, intensificação da competição por recursos, mudanças na disponibilidade alimentar e desafios na navegação devido ao aumento da biomassa vegetal. Esses impactos diretos podem ter efeitos significativos nas dinâmicas e interações dos ecossistemas locais.

Refletir sobre a necessidade de equilibrar o crescimento natural com as mudanças induzidas pelo homem na Antártida nos leva a considerar a delicada interação entre a natureza e as atividades humanas. Enquanto o crescimento vegetal acelerado pode ser influenciado por fatores naturais, é crucial reconhecer a responsabilidade humana nas mudanças climáticas que contribuem para esse fenômeno. É imperativo promover uma ação coletiva para proteger esse ambiente único e fundamental para o planeta. A preservação da Antártida não é apenas uma responsabilidade local, mas uma obrigação global. A conscientização, a pesquisa científica contínua e a implementação de práticas sustentáveis são passos cruciais para assegurar que as futuras gerações possam apreciar e estudar esse ecossistema singular.


Referência:

Acceleration of climate warming and plant dynamics in Antarctica
Vegetação Antártica
Características do ecossistema e um breve histórico
Cientistas e turistas transportam sementes para a Antártica sem saber
Flores na Antártida?

Veja Também:

No Limiar da Sobrevivência: O Impacto das Mudanças Climáticas nas Espécies Vegetais
Do Jardim para a Mesa: A Revolução Culinária das PANC
A Catharanthus roseus: Uma Aliada Poderosa na Luta Contra o Câncer
O declínio populacional das abelhas e sua interferência na reprodução das flores


Compartilhar:


Anterior Próximo

Conceitos Agroecológicos para Jardins Sustentáveis

Comente esta matéria:
Nome:
E-mail:
9 + 3 = ?
Digite o seu comentário sobre a matéria:
Qual a sua avaliação sobre esta matéria ?



---
Entrevista
Experiência, Tecnologia e Identidade no Universo Paisagístico com Alexandre Galhego
Experiência, Tecnologia e Identidade no Universo Paisagístico com Alexandre Galhego

Com quase 30 anos de carreira, Alexandre Galhego compartilha dicas, dificuldades e suas vivências no mundo do paisagismo.

Botânica
Além do Branco: A Explosão Vegetal e os Esforços de Conservação na Antártida
Além do Branco: A Explosão Vegetal e os Esforços de Conservação na Antártida

Mesmo inóspita, a Antártida apresenta grande biodiversidade de seres vivos, sendo um ecossistema frágil e necessitando de atenção e cuidado.

Ensino de paisagismo
Demonstrações gratuitas de softwares para Irrigação e Paisagismo em Março de 2024
Demonstrações gratuitas de softwares para Irrigação e Paisagismo em Março de 2024

Veja as datas das apresentações de programas para realizar projetos de paisagismo e irrigação em março de 2024.

Confira 9 opções de cursos para paisagismo e jardinagem onlines e gratuitos
Confira 9 opções de cursos para paisagismo e jardinagem onlines e gratuitos

Buscar conhecimento nunca é demais, melhor ainda quando é de graça! Veja algumas oportunidades para cursos remotos com diversos temas.

Embrapa Disponibiliza mais de 100 Cursos Gratuitos Online
Embrapa Disponibiliza mais de 100 Cursos Gratuitos Online

Estão disponíveis mais de 100 cursos gratuitos para diferentes tipos de público, que podem ser feitos remotamente por pessoas de todo o Brasil

Webinário AutoLANDSCAPE + VisualPLAN
Webinário AutoLANDSCAPE + VisualPLAN

Aprenda como criar uma praça pública com parquinho infantil utilizando vários recursos do AutoLANDSCAPE e VisualPLAN em uma videoaula gratuita.

AuE Network
Coleção de microseixos resinados da marca Pietra Revestimentos
Coleção de microseixos resinados da marca Pietra Revestimentos

Veja a nova coleção de pisos lançada pela AuE Software este mês!

Coleção de pisos de granilite da marca Grani-Torre
Coleção de pisos de granilite da marca Grani-Torre

Veja a nova coleção de pisos de granilite da marca Grani-Torre, lançada pela AuE Software este mês!

Brinquedos de aço para playground
Brinquedos de aço para playground

Este mês estamos disponibilizando para download a coleção de Brinquedos de aço para playground, totalizando 25 itens.

Dicas Técnicas
AutoLANDSCAPE 2022: Como trocar hachura de forração
AutoLANDSCAPE 2022: Como trocar hachura de forração

Nesta dica técnica vamos demonstrar como é simples realizar a troca de hachura de forração.

VisualPlan 2022: Orçamento de paisagismo direto no CalcLANDSCAPE
VisualPlan 2022: Orçamento de paisagismo direto no CalcLANDSCAPE

Nesta dica técnica vamos aprender como realizar orçamento de paisagismo diretamente no CalcLANDSCAPE, nosso programa de relatórios de orçamentos.

VisualPlan 2022: Como representar pilares e lajes
VisualPlan 2022: Como representar pilares e lajes

Nesta dica técnica vamos aprender a inserir volume ao desenho, representando pilares e lajes de varandas no VisualPLAN 2022.

Novidades
CASACOR divulga programação de 2024
CASACOR divulga programação de 2024

A mais completa mostra de paisagismo, arte, arquitetura e design de interiores já iniciou os preparativos para o ano de 2024.

My Plant & Garden - International Green Expo 2024
My Plant & Garden - International Green Expo 2024

Fevereiro é o mês do My Plant & Garden! A 8° edição da feira internacional de paisagismo acontecerá nos dias 21, 22 e 23 de fevereiro, em Milão.

Participe do grupo AuE Software no Facebook!
Participe do grupo AuE Software no Facebook!

Nós da Aue buscamos sempre trazer agilidade e funcionalidade para nossos clientes. Por isso, a empresa conta agora com seu próprio grupo do Facebook!

Notícias
Entenda Como as Cascas de Ovo Podem Revolucionar seu Jardim
Entenda Como as Cascas de Ovo Podem Revolucionar seu Jardim

Conheça os destinos que podemos dar as cascas de ovos se não o lixo, assim como o modo de preparo desse fantástico ingrediente para a jardinagem.

Explore o Exuberante Paisagismo na casa do BBB24
Explore o Exuberante Paisagismo na casa do BBB24

No Big Brother Brasil 24, o tema escolhido foi Floresta Encantada, e o paisagismo da área externa e interna acompanha essa mudança.

O Poder Surpreendente das Plantas Anãs em Pequenos Espaços
O Poder Surpreendente das Plantas Anãs em Pequenos Espaços

As chamadas plantas anãs são como versões em miniatura das plantas tradicionais. Elas são ideais para jardins pequenos, dando vida e cor para o lar

Os benefícios e a versatilidade do uso de pedras naturais no paisagismo
Os benefícios e a versatilidade do uso de pedras naturais no paisagismo

O uso pedras naturais no paisagismo está em alta. Venha conferir a versatilidade deste material, e todos os benefícios que o seu uso traz.

Arquivo
Edição Anterior

Revista AuE Paisagismo Ano 20 No 236 / Janeiro de 2024

Conteúdo completo

Lista com todas as Edições da Revista AuE Paisagismo Digit@l

Top 10

Matérias mais comentadas da revista

Projetos
Agenda
Conversar no Whatsapp +55(32)3217-1501

X

AuE Paisagismo


Que tal se manter sempre informado das novidades do mundo do paisagismo? Informe seus dados para mantermos contato!




Revista no seu E-mail

*
*
*